Se tem uma coisa que a União da Ilha do Governador pode se orgulhar é do canto de sua comunidade. Nesses quase dez anos desde que voltou ao Grupo Especial a tricolor insulana sempre teve no canto de sua gente o pilar de sustentação. A julgar pelo ensaio de rua desta quarta na Estrada do Galeão, este carnaval será como os últimos que passaram. A comunidade cantou forte e foi o grande destaque do ensaio, mesmo com a forte chuva que caiu no Rio de Janeiro antes do ensaio começar. A equipe do CARNAVALESCO acompanhou o treino desta quarta.

Harmonia

Ito Melodia no ensaio de rua da Ilha

O quesito receberia tranquilamente a nota 10 se o desfile tivesse acontecido essa noite. Restando pouco mais de 40 dias para o desfile oficial a comunidade está pronta. Percorremos a escola de ponta a ponta e o canto se manteve uniforme, coeso e volumoso, até mesmo em segmentos que não estavam na chamada zona de influência da bateria.

“O ensaio novamente foi grandioso, marcamos bem o tempo da avenida. A chuva antes do início não atrapalhou. Componente evoluiu. Vejo o componente muito bem preparado. Chegaremos no final de fevereiro certinho do que precisaremos fazer na avenida. Através da simpatia do nosso componente acredito que vamos alcançar as notas 10 nos quesitos de pista. Nossa função é preparar a comunidade para isso. O trabalho vem seguindo esse norte toda quarta-feira”, afirmou Dudu Azevedo, diretor de carnaval.

Evolução

A escola ensaia na Estrada do Galeão, e termina seu treino na quadra. A distância adotada pela direção de carnaval é bem superior aos 700 metros da Sapucaí. Isso é feito para criar resistência no componente e desta forma quando chegar o dia do desfile ele não sentir muito, já que estará fantasiado. As alas passaram brincando bastante, mexendo o corpo, dançando.

Samba-Enredo

O samba da União da Ilha serviu ao ensaio técnico de rua, possibilitando entrosamento entre o carro de som e a bateria, e possibilitando o canto forte da comunidade. A funcionalidade da obra se deve, dentre outros fatores, ao magistral Ito Melodia, certamente o grande ídolo da União da Ilha desde a morte de seu pai, Aroldo Melodia. Ito faz com que o componente cante olhando para ele e seja correspondido. Um orgulho da escola.

“Estou bastante feliz com o nosso ensaio. É gratificante ver nossa comunidade cantando e evoluindo cada ensaio mais e melhor. Esqueçam aquela União da Ilha dos últimos carnavais. Nós faremos um desfile para emocionar a avenida”, disse Ito.

Bateria

A baterilha acompanhou o show da comunidade. Keko e Marcelo não deixaram o alto nível deixado por Ciça cair. As afinações das marcações, marca do trabalho de Keko, dão um suingue diferenciado à bateria. Os naipes perfeitamente identificáveis, com destaque para as caixas produzindo um som particular e gostoso de ouvir.

Mestre-Sala e Porta-Bandeira

Phelipe Lemos e Dandara Ventapane caminham para o quarto ano de parceria, o terceiro na Ilha, com um impressionante entrosamento. A gestação de Dandara não atrapalhou a evolução da jovem que ao lado do parceiro segue sendo um dos casais mais técnicos do Grupo Especial. No ensaio desta noite eles aproveitaram para fazer simulações das cabines de julgamento. A coreografia parecia ter traços da oficial de desfile.

‘A peleja poética entre Raquel e Alencar no avarandado do ceu’. Esse é o enredo que a União da Ilha do Governador apresentará na avenida em 2019. A tricolor insulana será a quarta a desfilar na segunda-feira feira de carnaval.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui