Por Guilherme Ayupp e Daniela Safadi

A equipe do site CARNAVALESCO ouviu os intérpretes da Série A sobre os sambas-enredo para o Carnaval 2020. Cada pode escolher uma obra, mas não podia escolher a sua própria agremiação. A Unidos de Padre Miguel e o Cubango receberam três votos cada e terminaram como os sambas preferidos dos cantores.

A Imperatriz Leopoldinense, que está reeditando um samba histórico, recebeu apenas um voto, o do cantor Leonardo Bessa, da Renascer de Jacarepaguá. “Gosto muito desse samba pela lembrança afetiva, lembra meu carnaval de infância”, disse.

Guto, intérprete do Sossego, elogiou o samba da Unidos de Padre Miguel. “A melodia é muito boa. Foi o que mais ouvi”.

Veja abaixo os votos:

Guto (Sossego): votou na Unidos de Padre Miguel e Nêgo votou no Império Serrano.

Igor Vianna (Bangu): votou na Unidos da Ponte.

Danil Silva (Império da Tijuca): votou no Cubango.

Arthur Franco (Imperatriz): votou na Santa Cruz e Preto Jóia votou no Império Serrano.

Pitty de Menezes (Porto da Pedra): votou na Rocinha.

Ciganerey (Rocinha): Explicou que ainda não ouviu todos os sambas de 2020.

Leonardo Bessa (Renascer): votou na Imperatriz.

Tem Tem Jr (Vigário Geral): votou na Unidos de Padre Miguel.

Leandro Santos (Ponte): votou no Cubango.

Thiago Britto (Cubango): votou na Unidos da Ponte.

Leléu (Império Serrano): votou na Unidos de Padre Miguel.

Pixulé (Inocentes) votou no Império da Tijuca e Tem-Tem votou na Vigário Geral.

Roninho (Santa Cruz): votou no Cubango

Diego Nicolau (Unidos de Padre Miguel): votou na Porto da Pedra.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui