Carnaval Capixaba: Boa Vista vai homenagear os 90 anos da Polícia Rodoviária Federal

1037

Por Vinicius Vasconcelos. Fotos: Toninho Nascimento

Qual o limite entre o que pode virar tema de carnaval e o que não deve passar pela avenida? A vice-campeã em 2018, Independente de Boa Vista, tenta conquistar o pentacampeonato mostrando que um enredo pode ser bem resolvido na passarela desde que possua início, meio e fim. Intitulado de “Entre rodovias e fronteiras… Honras e glórias. PRF 90 anos dos Anjos do Asfalto”, o tema desenvolvido pelo carnavalesco Robson Goulart é uma homenagem aos noventa anos de história da Polícia Rodoviária Federal.

A equipe do site CARNAVALESCO abre a série de matérias dos barracões de Vitória e conversa com o artista que retorna a escola depois de três anos. Robson confessou que primeiro momento se assustou com a proposta que foi levada pelo presidente. Mas depois de muita pesquisa aceitou o desafio.

“Eu tinha alguns enredos guardados, mas em conversa com o presidente ele me trouxe essa proposta. Em primeiro momento todos podem achar que é um tema que não dá samba, comigo também foi assim. Muita pesquisa foi feita e a história foi construída até surgir a sinopse. Confesso que até eu ter esse enredo em minhas mãos não acreditava que tudo poderia virar desfile. Hoje acredito que sim. Fiquei com muito pé atrás, pedi ajuda, li muito e no final deu um samba belíssimo”.

Ciente das críticas e julgamentos prévios desde a divulgação do enredo, o artista dispensa o pensamento de que será um simples desfile. Segundo ele a Boa Vista prepara um carnaval grandioso. A começar pelo abre-alas da escola que possui 27 metros.

“Iremos com um enredo diferenciado. Está sendo muito esperado e muitas críticas chegaram até nós, positivas e negativas. Muitos disseram que falar da PRF não tem nada a ver com carnaval, pois eu digo a esses que esperem um carnaval alegre e descontraído contando a história da corporação. São diversos projetos sociais desenvolvidos por eles, será um outro lado da PRF. A escola está colorida, alegre, com um samba empolgante e vamos fazer o máximo para abrilhantar ainda mais o carnaval capixaba”, explicou.

Com passagens executando trabalho de figurinista pela Caprichosos, Mocidade Independente e Inocentes, Robson explica que o problema financeiro existe em grande parte das escolas e que o carnavalesco tem que saber lidar com as adversidades.

“Já trabalhei no Rio de Janeiro e sinto um pouco a diferença financeira. É complicado e difícil por carnaval na rua aqui. Quando idealizamos um projeto queremos extrair dele o que tem de melhor. Devido a pouca verba muita coisa acaba ficando pra trás. Criamos e recriamos em cima durante todo o processo de construção do desfile. Tem materiais que custam caro e infelizmente não conseguimos usar e optamos pelo material mais em conta que reproduz um efeito similar. Tento adaptar meu projeto o máximo possível as condições da escola. Não podemos deixar a desejar porque é um desfile, tem uma comunidade em volta que acredita no trabalho. Posso não usar material luxuoso mas a maneira de fazer e o carinho fazem toda a diferença”, completou o carnavalesco.

A Independente de Boa Vista será a quinta a escola a passar pelo Sambão do povo em busca do quinto título para a comunidade de Cariacica.

Entenda o desfile

Setor 1: A história da corporação. Como surgiu, quais foram os primeiros policiais, os baluartes que fizeram história entre as rodovias.

Setor 2: Homenagem a todas as séries de televisão e filmes que possuem polícia rodoviária envolvida. Focando no filme “O vigilante Rodoviário”, de 1962. Novelas que também tiveram a PRF envolvida.

Setor 3: Reeducação no trânsito. A importância do pedestre atravessar na faixa, os perigos que motoristas e pedestres correm quando alguém tenta dirigir e falar no celular ao mesmo tempo, o não uso do cinto de segurança, álcool e bebida.

Setor 4: Homenagem a um dos primeiros rodoviários chamado Turquinho. Um dos mais importantes da corporação. Através dele a PRF escolheu sua padroeira Nossa Senhora das Medalhas. Segundo as histórias, uma moeda foi encontrada por ele cujo a imagem era uma santa que se tornou a padroeira. O setor enfatiza todos os romeiros que usam as rodovias com apoio da polícia federal.

Ficha técnica:

Enredo: Entre rodovias e fronteiras… Honras e glórias. PRF 90 anos dos Anjos do Asfalto
Presidente: Emerson Xumbrega
Carnavalesco: Robson Goulart
Diretor de carnaval: Iscley Nascimento
Diretor de harmonia: Anderson Binao
Intérprete: Emerson Xumbrega
Compositores do samba-enredo: Ciraninho, Myngal, Emerson Xumbrega, Bid do Cavaco e Flavinho
Mestre de bateria: Gustavo Mascarenhas
Rainha de bateria: Fabíola Monteiro
Coreógrafo comissão de frente: Márcia Cruz
Alas: 18
Alegorias: 4
Tripés: 1
Componentes: 1600
Baianas: Fronteiras nas rodovias
Bateria: Heróis da Polícia Rodoviária Federal
Primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira: As estradas da paz

Comentários