Sérgio Cordeiro se dedica há 15 anos a um dos quesitos mais importantes de um desfile de carnaval, a comissão de frente. Com experiência vasta em grandes escolas, o sambista, que também trabalha com produção de audiovisual, é um dos integrantes do reality show Carnaval Wall. O site CARNAVALESCO conversou com o sortudo sobre a expectativa para o programa.

O que representa participar do primeiro reality show do carnaval?

“Me sinto lisonjeado em poder participar desse primeiro reality show do carnaval. Espero que isso tenha continuidade, que venha outras temporadas. Um reality nosso, do nosso povo, do carnaval porque nós somos o carnaval”.

O que o público pode esperar da sua participação no programa?

“Pode esperar um Sérgio extrovertido, competitivo também… A cozinha pode ser minha também, tá tranquilo. Amo cozinhar. Vou ser um Sérgio de verdade. Quem me conhece vai ver o Sérgio que já conhece e quem não conhece vai me conhecer”.

Sem desfile em fevereiro e os ensaios o programa pode amenizar essa saudade dos sambistas?

“Com certeza. Vamos tentar fazer com que sane um pouquinho essa saudade desse evento esperado por muitos, por nós, que fazemos parte dessa história toda e por muitos, pelos espectadores, dos que vão pra lá (Anhembi) assistir”.

Conte sua história com o carnaval? Seu primeiro desfile e o que já fez.

“Iniciei no carnaval em 2006, fui guardião do Emerson e da Adriana, na Mocidade. No ano seguinte recebi um convite do André Almeida pra ir para a comissão de frente. Fiquei lá com eles 2007, 2008, 2009, 2010 e 2011. Depois me afastei, devido ao trampo. Eu trampava numa emissora de televisão na época e viajava bastante e não dava pra conciliar. Em 2018 eu voltei a convite do Fagner, ele montou um time só com os meninos antigos que eram da Mocidade e fizemos a comissão de frente da MUM. Foi bem bacana porque voltei já sendo campeão do Acesso 1, com uma escola que guardo no meu coração. No ano seguinte recebi o convite do Edgar para fazer parte da comissão de frente dos Gaviões, na qual fiquei em 2019 e 2020, junto com o esquadrão, com os meninos bons, brabos”.

O que pretende fazer com o prêmio de 5 mil caso vença o reality?

“Pretendo pagar contas, porque as contas não param de chegar, com ou sem pandemia as contas batem na sua porta. Pretendo gastar comigo, com meus filhos, gastar dentro daminha casa. Enfim, tentar usufruir da melhor maneira”.

Comentários