Como brincou o perfil da Unidos da Tijuca, a noite do último domingo (28) foi o encontro de milhões. Unidos da Tijuca, Beija-Flor e Salgueiro ensaiaram no Sambódromo com excelente evolução e canto, sem falar nas arquibancadas lotadas. Com tantos pontos positivos, o site CARNAVALESCO e o Guaracamp tiveram a árdua missão de escolher os destaques dos ensaios técnicos.

Os premiados foram o casal de mestre-sala e porta-bandeira da Unidos da Tijuca, Phelipe e Denadir, que enfim puderam estrear na Avenida. Lá em Nilópolis o prêmio ficou para a bateria Soberana, de mstre Rodney. Enquanto o Salgueiro recebeu o destaque pelo carro de som, comandado por Emerson Dias e Quinho.

Há mais de um ano na escola, mas passando pela avenida pela primeira vez com o casal da Unidos da Tijuca, Phelipe e Denadir, destacaram a parceria e o carinho entre eles, elogiaram a nova tinta da pista e pediram ajuda ao síndico da passarela para ajustar alguns desníveis em frente as cabines 2 e 3.

“Eu sou uma porta-bandeira que não tinha prêmios até hoje, são 31 anos e é uma alegria ganhar esse destaque”, disse Denadir. Já Phelipe agradeceu ao site CARNAVALESCO e ao Guaracamp. “Esse é o primeiro de milhões que a Denadir vai receber. Também fiquei muito feliz com o reconhecimento, mas a maior felicidade é ter a Denadir comigo”, exaltou o mestre-sala.

Depois foi a vez dos 250 ritmistas da Soberana botarem a Deusa da Passarela para sambar e cantar muito, sem falar das arquibancadas. O mestre Rodney se disse feliz com a homenagem, destacou a alegria de ver vários meninos do projeto social, que estiveram na bateria durante o ensaio técnico, chorando quando saíram da pista. “A bateria do ensaio teve até mais gente do que vai ter no desfile, mas eu vou dividir esse prêmio com todo mundo, ao todo são 280 pessoas, vai cada um beber um golinho”, brincou.

Fechando a noite foi a vez da dupla mais diferente e irreverente do carnaval mostrar o que mestre Sabiá ensinou. O Salgueiro levantou a Sapucaí com um esquenta longo, com sambas tradicionalíssimos da agremiação. Emerson e Quinho conduziram a escola com o bom humor e energia que já são tradicionais e por isso foram os destaques da noite.

A dupla se disse machucada pela série de críticas que o samba vem recebendo e se sentiram orgulhosos de mostrar que o samba é na Avenida. “É muito gratificante, dentre tantos quesitos fortes que o Salgueiro tem Patrick Carvalho, Sidclei e Marcella, mestres Guilherme e Mestre Gustavo, a gente se destacar é uma alegria. Muito obrigado ao site CARNAVALESCO pelo reconhecimento”, explicou Emerson.

Comentários