Duas das principais revelações no cenário dos carnavalescos foram escolhidos pela Unidos do Viradouro para conduzir o projeto da escola no Carnaval 2020. Tarcísio Zanon, que vai para o segundo carnaval no Grupo Especial, e Marcus Ferreira, estreante na elite do carnaval, desenvolverão o enredo ‘Viradouro de alma lavada’.

Ao site CARNAVALESCO, Zanon explicou em linhas gerais a temática do enredo, inspirada nas ganhadeiras da lagoa do Abaeté, na Bahia.

“Viradouro de Alma lava é inspirado na obra musical as ganhadeiras de Itapuã que cantam a saga de mulheres que lutaram por sua alforria e a de seu povo. Cânticos de domínio público foram resgatados da memória afetiva das descendentes das primeiras lavadeiras de ganho da lagoa do Abaeté”, resumiu.

Marcus Ferreira deixa claro que não existe uma setorização do trabalho em parceria deles. Não há um artista responsável apenas por determinado aspecto do desfile, os dois tomam as decisões juntos em acordo com a diretoria da Viradouro.

“Não há divisão. Nós pensamos todo o carnaval em conjunto. Na verdade minhas fantasias foram sempre apreciadas pela tentativa em conceber algo novo e as alegorias do Tarcísio foram diferenciais na série a. Então vejamos a união dos nosso quesitos, escolhemos o que de melhor podemos contribuir ao carnaval da Viradouro”, apontou.

Carnavalescos ofereceram três opções de enredo à diretoria da Viradouro

Marcus Ferreira relatou na entrevista que a escola teve três opções de enredo, apresentadas pela dupla, para escolher aquele que será apresentado na avenida em 2020. Segundo o carnavalesco o título do enredo tem tudo a ver com a fase vivida pela escola, que ao retornar o Grupo Especial conseguiu ser vice-campeã.

“Apresentamos três propostas de enredos inéditos à presidência da escola. Sempre buscamos temas não explorados para o carnaval. O carnaval carioca necessita de ineditismo a nosso ver. A diretoria escolheu esse enredo por se aproximar do momento que a escola vive. De renovação e retomada ao Grupo Especial, se sente de alma lavada por reconstruír uma trajetória de sucesso”, destaca Marcus Ferreira.

A novidade apresentada pela Viradouro este ano é que não será apenas uma logo a representar o enredo. Tarcísio Zanon explica que cada setor do desfile terá uma identidade visual específica.

“A concepção das logomarcas surgiu no conceito de não nos limitarmos exclusivamente a criar uma única marca que resumisse o enredo. Através dos seis setores de desfile, conceituamos imagens que remetessem resumidamente ao público a ideia dos setores”, explicou.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui