A Grande Rio, vice-campeã do Grupo Especial do Rio de Janeiro em 2020, escolheu o samba-enredo da parceria de Gustavo Clarão, Arlindinho Cruz, Jr. Fragga, Claudio Mattos, Thiago Meiners e Igor Leal para o desfile do ano que vem. A escola de Duque de Caxias levará para a Avenida o enredo “Fala, Majeté! Sete chaves de Exu”, que será desenvolvido pelos carnavalesco Leonardo Bora e Gabriel Haddad. * OUÇA AQUI O SAMBA

 

“É uma sensação maravilhosa. Sou do candomblé. Tenho Exú como protetor. Tenho a Grande Rio como uma escola no meu coração, já fui campeão algumas vezes, e o enredo me emocionou. Estou emocionado e feliz com a repercussão do samba. Ver pessoas da escola cantando o samba com garra é muito gratificante”, disse o compositor Arlindinho, em entrevista ao site CARNAVALESCO.

Presidente da Grande Rio, Milton Perácio, prometeu até mais do que o histórico desfile do vice-campeonato de 2020. “A volta do samba é o sinal de vida. A Grande Rio vai fazer outro grande espetáculo. Podem esperar isso. Nossos carnavalescos são geniais. Um marco para história. Eles devolveram nossa escola para suas origens”.

Para o diretor de carnaval da Grande Rio, Thiago Monteiro, a escola contou com uma safra de sambas ótima. Ele também falou da volta dos trabalhos para o carnaval.

“Para quem ama e vive do carnaval é um alento no coração ver os segmentos felizes. A safra da Grande Rio teve sete ou sambas que poderiam perfeitamente ir para Avenida. Isso não é papo não. O samba arrasta, no mínimo, sete quesitos. Já formatamos nosso desfile e estamos colocando tudo em prática”.

Um dos principais mestres de bateria do carnaval, Fafá, conversou com o site CARNAVALESCO e disse que espera manter o trabalho de 2020.

“Durante a pandemia, eu fiquei como responsável pela doação de cestas para comunidade. Quando retornarmos o ensaio de bateria fiquei muito emocionado. Já aviso que não vou levar 20 atabaques para o desfile. Pretendo colocar alguns, mas não muitos. Espero manter a mesma excelência. A educação que a galera toca aqui é algo surreal”.

Após um desfile impecável em 2020, o intérprete Evandro Malandro ressaltou a importância do enredo da Grande Rio para o ano que vem.

“Para todo o caxiense a esperança tomou conta que começou o carnaval. Pela parte da religiosidade, Exú é movimento. Está em tudo que é lugar. Ele que leva e traz. É uma responsabilidade muito grande falar de quem tem todo esse movimento. É com muito respeito que vamos levar Exú para Avenida”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.