Ciça afirma que deseja seguir na Viradouro e comenta desfilar fantasiado pela primeira vez

4271

Por Juliana Cardoso

A Viradouro voltou ao Grupo Especial com muita força em 2019. A escola, que levou para a Avenida o enredo “Viraviradouro”, ousou em sua passagem e chegou ao segundo lugar. Na bateria, uma surpresa. Mestre Ciça desfilou pela Marquês irreconhecível, vestido como Merlin. A fantasia do mago, que domina a arte dos encantamentos e das profecias, surpreendeu a todos.

Ciça afirma que a caracterização foi algo acertado a poucos dias do carnaval. “Isso foi decidido nos últimos momentos pela escola. Antes, quando combinaram, eu não quis. Mas o Paulo Barros e a direção conversaram comigo e eu acabei topando. No fim, adorei a ideia, que funcionou na Avenida. Infelizmente, a barba me causou uma tremenda alergia e por isso não repeti o traje nas campeãs”, ele completou.

Para ele, a passagem da Vermelha e Branca foi belíssima. O mestre diz que a escola não desfilou apenas pela participação e que nos bastidores já se esperava um grande carnaval da agremiação de Niterói.

“As coirmãs do Grupo Especial tomaram um susto com a gente. Por pouco não conquistamos o campeonato. Mesmo assim eu acho uma grande vitória estar no segundo lugar e poder desfilar duas vezes”.

Sobre a perda de um décimo no quesito bateria, Ciça afirma que achou seu grupo ótimo e que ele e a diretoria estão curiosos para saber o que aconteceu no primeiro módulo, onde a nota mais baixa foi dada. Para o próximo ano, ele garante que sua permanência a frente da Furacão Vermelho e Branco em 2020 já está quase toda acertada, faltando apenas alguns trâmites administrativos e necessários.

Comentários