Ciça sobre Jorjão: ‘Ele me levou para Viradouro’

927

A equipe do site CARNAVALESCO ouviu mestre Ciça, atual comandante da bateria da Viradouro, sobre o falecimento de mestre Jorjão, que morreu no início da noite deste sábado, vítima de um AVCI (acidente vascular cerebral isquêmico).

“O Jorjão foi quem me levou para Viradouro. Após o Carnaval 1998 ele estava voltando para a Mocidade e ele me indicou ao Monassa para substituí-lo. E eu fiquei 10 anos na escola. É uma perda muito grande para o carnaval. Eu acho que era o mestre que melhor se apresentava na Sapucaí. Elegante, educado, com grande conhecimento”, afirmou.

Comandante da bateria da Unidos da Tijuca, mestre Casagrande também elogiou Jorjão.

“Eu chamava o Jorjão de Urubu Rei. É uma perda muito grande para o universo das baterias. Na minha opinião foi o segundo grande mestre da história da Mocidade, só ficando atrás do grande mestre André. A postura e elegância dele à frente de uma bateria era algo impressionante. Estou profundamente entristecido”.

Comentários