A pajé Zeneida Lima, autora do livro “O mundo místico dos Caruanas” e consultora do enredo da Beija-Flor para o Carnaval de 1998, passava a tarde inteira no barracão, revelando segredos das ervas sagradas e de suas andanças pelas matas paraenses.

Contou que, quando pequena, adoeceu e quase morreu. Foi salva por uma beberagem ministrada por um velho pajé:

– Ele me salvou com xixi de veado – explicou.

Um dos colaboradores da equipe de decoração não resistiu. Na mesma hora, deu um gritinho e afirmou:

– Pois saiba que aqui a senhora terá saúde para sempre!

Comentários