Por Guilherme Ayupp e Matheus Mattos

A Colorado do Brás foi a segunda escola do Grupo Especial a realizar a gravação das bases de coro e bateria para o CD da Liga SP, na Fábrica do Samba. A escola demonstrou a mesma pujança que apresentou no desfile, conseguindo se manter na elite, mesmo tendo ficado por 25 anos afastada do principal grupo do carnaval paulistano.

O mestre Allan Meira foi o responsável por conduzir os trabalhos da Ritmo Responsa, que realizou rapidamente a sua gravação, recebendo muitos elogios do produtor Marcelo Casanossa. Após gravarem os ritmistas ainda ajudaram na hora de gravar o coro. Allan explicou ao site CARNAVALESCO o que realizou na gravação da faixa.

“Fico muito feliz em fazer parte desse processo. É a terceira vez que participo. A ideia foi deixar a bateria rolar para mostrar o samba. Gravamos em 146 BPM (batidas por minuto) bom. Temos uma bossa no refrão, uma divisão que vai cantando o samba. Na segundo criamos uma bossa que é uma valsa portuguesa, adequada ao nosso enredo”, explicou.

Caminhando para o seu nono desfile seguido pela Colorado do Brás, o intérprete Chitão Martins elogiou o samba e a gravação. O cantor esteve o tempo todo auxiliando a comunidade na gravação do coro.

“Temos vindo com sambas maravilhosos. Essa parceria de compositores tem sido muito feliz. É um samba valente de refrão forte. Mesmo com o frio que está fazendo na cidade de São Paulo, nossa comunidade chegou junto e deixou bastante quente o ambiente aqui de gravação. Tenho certeza que a faixa vai ficar muito bonita”, disse Chitão.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui