Com o quarto lugar em 2022 no Grupo Especial de São Paulo, a Tom Maior repetiu o feito de 2018 ao obter o melhor resultado de sua história. O site CARNAVALESCO conversou com o intérprete Gilsinho e perguntou como foi estrear na Vermelho e Amarelo com resultado tão expressivo, onde já projetou o próximo ano da agremiação.

“A gente marcou um quarto lugar, mas que tem sabor de primeiro, já que foi a mesma pontuação. Então podemos nos considerar campeões também. Foi um carnaval muito difícil. Muito tempo ensaiando e parando, e voltando e parando. Mas agora se tornou gratificante. Está aí o resultado, com a Tom Maior fazendo um grande carnaval. Estaremos em condições melhores, na data certa e faremos mais uma vez um grande carnaval”, declarou.

Sobre a possibilidade de obter um resultado melhor neste ano, o cantor reforçou que foi apenas por um detalhe. “Eu acho que foi algum critério de desempate que a gente poderia ter desempatado ou não a história. Mas carnaval é isso, só pode ganhar um. Graças a Deus ficamos bem, em quarto lugar, que tem um gostinho de primeiro”.

Fotos: Vinicius Vasconcelos/Site CARNAVALESCO

Um detalhe após a primeira resposta de Gilsinho não passou despercebido, e questionado sobre a sua permanência para o carnaval do cinquentenário da Tom Maior, o intérprete foi direto ao ponto. “Claro, com certeza. Contrato já está renovado”, concluiu.

Orgulho define sentimento da presidente

A presidente da Tom Maior, Luciana Silva, também ficou satisfeita com mais um grande resultado de sua comunidade e dedicou a eles o mérito pela conquista. “Sensação de paz, sem dúvida. Essa que vem com o dever cumprido. Nós tínhamos certeza do trabalho que tínhamos feito, mas ficamos à mercê de tudo. Sujeito a quebras, erros. Estou muito feliz com a nossa comunidade. Eles foram os grandes guerreiros disso tudo, e eles merecem muito”, declarou.

Para Luciana, o ciclo de trabalho deve continuar focado na superação de falhas para subir os poucos degraus que separam a Tom Maior do título tão sonhado. “Não é que faltou. É continuar com o trabalho. O trabalho tem que ser executado com excelência porque hoje em dia o carnaval é muito disputado. Se não for com excelência realmente não vai acontecer. Mas é uma sensação de vitória, sem dúvidas”, finalizou.

Comentários