Sandro Avelar, presidente do Império Serrano, revelou ao site CARNAVALESCO que pretende montar um time de futebol da escola para disputar a Série C do futebol carioca. De acordo com o dirigente imperiano, a camisa do será verde e branca, mesmas cores da agremiação. Outras novidades serão reveladas no dia 23 de março, quando a escola fará uma live para celebrar a data.

Com vasta experiência e títulos no futebol, a São Clemente apoiou a iniciativa da co-irmã. Segundo o presidente Renato Almeida Gomes, novos talentos poderão surgir para o futebol.

“As escolas de samba têm a sua comunidade, o que pode ajudar e dar oportunidades a novos talentos. Muitos meninos não conseguem espaço em times maiores e um projeto como esse pode abrir portas. Parabéns ao presidente Sandro Avelar pela iniciativa, foi uma bela jogada”.

A relação do futebol com o samba não é algo novo. A São Clemente, por exemplo, é fruto da bola. Em 1951, jovens do bairro de Botafogo disputavam campeonatos defendendo a São Clemente Futebol Clube e viajavam para disputar torneios em outras comunidades.

“Numa dessas partidas, enquanto aguardava o início da viagem, meu pai Ivo da Rocha Gomes pegou duas barricas vazias de uva e transformou em instrumento. Ali nasceu um bloco com as cores azul e branca, que mais tarde se transformou em escola de samba”, contou o presidente Renatinho.

A escolha pelo amarelo e preto aconteceu depois que o fundador Ivo da Rocha assistiu uma partida de futebol entre Fluminense e Peñarol e se apaixonou pelas cores do time uruguaio.

O presidente Renatinho fala com orgulho do time de futebol da São Clemente, uma das suas grandes paixões, e revela o sonho de um dia seguir o caminho do Império Serrano.

“A São Clemente é tricampeã estadual na praia, tem títulos de vários torneios importantes. Quando não ganha, ficamos entre os quatro primeiros colocados. Eu não sei onde guardar tanto troféu. Ainda não jogamos futebol profissional, mas se um dia tivermos um campo, podemos também montar um time. Temos muita história no futebol”.

Enquanto os ensaios de quadra não voltam, por conta da pandemia da Covid-19, a escola se movimenta para ajudar a comunidade. Durante a live “Conversa Clementiana de Botequim”, serão arrecadadas cestas básicas destinas a funcionários e colaboradores da São Clemente.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.