Com ingressos esgotados, desfile das campeãs encerra o Carnaval 2019

2559

As cortinas vão se fechar e só reabrirão na sexta-feira de carnaval de 2020. Na noite desse sábado as seis escolas melhores colocadas voltam ao Sambódromo da Marquês de Sapucaí no encerramento da folia de 2019. Os ingressos para o Desfile das Campeãs estão esgotados.

A primeira escola a cruzar a pista é a Mocidade Independente de Padre Miguel. A verde e branca repetiu sua colocação de 2018 e emplaca seu terceiro desfile das campeãs seguido, algo que não conseguia desde 1997. A escola abordou a relação do homem com o tempo em um desfile bastante elogiado, que encerrou os desfiles já na manhã de terça-feira de carnaval.

A segunda agremiação a desfilar é o Acadêmicos do Salgueiro, quinto lugar no Grupo Especial. A vermelha e branca reviverá o desfile sobre o orixá Xangô. O Salgueiro volta em todas as edições do desfile das campeãs desde 2008, totalizando neste ano 12 desfiles seguidos.

Quarta colocada no Grupo Especial em 2019, a Portela será a terceira a desfilar na noite das campeãs. A Majestade do Samba homenageou a cantora Clara Nunes e emocionou a avenida através de seu samba e da atuação do casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marlon Lamar e Lucinha Nobre. A Portela é a nova líder do ranking da Liesa e vem desfilando entre as campeãs desde 2014.

O quarto desfile deste sábado das campeãs traz uma volta, depois de cinco carnavais. Campeã em 2013, a Unidos de Vila Isabel não conseguiu mais voltar às campeãs entre 2014 e 2018. Com o desfile mais luxuoso de sua história a agremiação do bairro de Noel prestou uma homenagem à cidade de Petrópolis e promete repetir a atuação de gala da última segunda-feira de carnaval.

A Unidos do Viradouro é a penúltima a desfilar no desfile das campeãs. O vice-campeonato do Grupo Especial é o melhor resultado na história de uma escola vinda do Acesso e o segundo melhor da escola, perdendo apenas para o título de 1997. A escola impressionou a avenida com o melhor projeto plástico apresentado por Paulo Barros em toda a sua carreira. A escola não desfilava entre as campeãs desde 2007.

A noite será encerrada já com os primeiros raios de sol. Com um dos maiores desfiles de toda sua história, que perdeu apenas três décimos (todos descartados) em todo o julgamento da Liesa, a Estação Primeira de Mangueira promete repetir sua memorável apresentação no Sambódromo trazendo novamente para a Sapucaí personagens omitidos da história do Brasil. A verde e rosa conquistou o vigésimo campeonato de sua história e é a única escola na história dos desfiles a ser campeã em todas as décadas desde que foram criados os desfiles de escola de samba, em 1932.

Comentários