A São Clemente divulgou neste sábado a sinopse do enredo ‘O conto do vigário’. A preta e amarela seguirá na temática de crítica bem-humorada, que sempre foi a sua marca, e que teve um resgate no desfile deste ano. O presidente da escola, Renatinho Almeida Gomes, falou à reportagem do CARNAVALESCO sobre o início de mais um projeto e destacou que mesmo autoral, o enredo pode receber algum patrocínio.

“Eu acho que o importante é a felicidade do nosso carnavalesco. Temos que dar sequência a esse legado da São Clemente. O carnaval da Marquês de Sapucaí está muito chato. Quantos de nós não caímos no conto do vigário. É tudo muito divertido. A nossa intenção é brincar. Vamos em busca de um apoio em Ouro Preto, onde ocorre a história que vamos contar”, disse o presidente.

O enredo da São Clemente versará sobre a origem de um dos termos mais populares do Brasil, que designa como o povo brasileiro é enganado em diversas situações como explicou ao CARNAVALESCO Jorge Silveira.

“Vamos trabalhar com a origem do termo. Nas Minas Gerais do século XVII, em Ouro Preto, houve uma disputa de paróquias pela imagem de um santo. Um dos padres propôs então que a santa fosse amarrada no lombo de um burro. Para onde a imagem fosse segundo o vigário seria a paróquia vencedora. O burro escolheu naturalmente o caminho de uma delas. O que ninguém sabia é que o burro era de um dos padres. Abrimos o nosso carnaval mostrando que somos enrolados por um bom papo desde sempre”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui