Segunda agremiação da noite de domingo a ensaiar na Sapucaí, a São Clemente conquistou o público logo de início com a apresentação da sua comissão de frente, comandada pelo coreógrafo Junior Scapin. A coreografia dinâmica, teatral e muito expressiva deu show de irreverência e arrancou aplausos pelos setores onde passou. Tudo a ver com o homenageado da escola neste carnaval de 2022: o ator Paulo Gustavo, que sabia conquistar uma plateia como ninguém. Destaque também para a Fiel Bateria e para o carro de som de Leozinho Nunes e Maninho. O ensaio durou 60 minutos. * VEJA AQUI FOTOS DO ENSAIO

Todo o primeiro setor da São Clemente veio cantando forte o samba-enredo, com muita alegria e animação. As alas dos setores seguintes mantiveram a empolgação, executando um bom canto durante o ensaio todo, sem ninguém precisar ficar lendo a letra do samba.

“O canto da escola está muito bom, considerando que na avenida só tem um carro de som, o que você escuta na frente, que é justamente onde eu venho. Fizemos um ótimo aquecimento, ensaio técnico é para isso, ensaiar, apurar e melhorar para o desfile principal. Hoje foi um aquecimento, onde sem fantasia e alegoria, nós passamos. Já retomamos o gosto e o carinho de atravessar a passarela do samba, agora é aguardar um desfile maravilhoso da São Clemente para abril. Pela primeira vez, a São Clemente está com muita expectativa. Brigaremos para ficar entre as seis melhores”, prometeu Roberto Almeida Gomes, da direção clementiana.

O casal de mestre-sala e porta-bandeira Vinícius Pessanha e Jack Pessanha deu um show de simpatia e sincronia em sua apresentação. A coreografia construída em cima do samba-enredo foi muito bem executada pela dupla que se entende muito fácil, já que são irmãos. Jack esbanjou leveza em seus giros, enquanto Vinícius riscava o chão da Sapucaí nos 2m17s de exibição. Os dois estavam trajados inteiramente de preto. A saia da porta-bandeira chegou ao último módulo de desfile com parte do tecido arrastando na avenida, e enganchando no salto do sapato dela, o que não chegou a comprometer a belíssima passagem do casal clementiano.

“Pra gente é muito gratificante, emocionante. Depois de estar esse tempo todo parado e sem pisar na Sapucaí. Homenageando Paulo Gustavo e ao lado do meu irmão, agradeço a toda a nação clementiana por me dar a oportunidade de defender esse pavilhão. Nós estamos muito felizes e muito gratos pela oportunidade de estar aqui”, disse Jack.

“Costumo dizer que sou uma pessoa muito decidida, porque faço o que amo, no lugar que amo e com a pessoa que mais amo no mundo. É impossível não estar emocionado, é impossível não se emocionar com a nação clementiana, com esse samba e com Paulo Gustavo. Não preciso dizer mais nada, pois só minha alegria e minha ansiedade já basta por si só”, contou o mestre-sala.

E foi “mostrando a cara da nossa gente” que a São Clemente conquistou o público do Sambódromo. O samba-enredo funcionou muito bem entre os componentes, como também foi cantado pelas arquibancadas, especialmente nos refrões: “Dona Hermínia mandou avisar que pode…” e “São clementes aqueles que amam/ Que cuidam, que sentem…”. Os intérpretes Leozinho Nunes e Maninho, assim como todo o carro de som da escola, fizeram uma apresentação impecável, impulsionando o canto dos clementianos. O compositor Marcelo Adnet participou ativamente do ensaio.

“Eu achei o rendimento do samba maravilhoso, o povo cantando nas arquibancadas. O povo queria escutar o Paulo Gustavo e aí está ele com muito amor, alegria e irreverência. Tenho certeza que ele está lá de cima vendo a São Clemente muito feliz, assim como todo o povo que também está carente de felicidade, de samba. Tenho certeza que vai funcionar e será muito mais emotivo por conta dos carros alegóricos, fantasias, iluminação. O povo está esperando por isso há dois anos. Será emocionante e o samba vai render ainda mais do que hoje no ensaio”, afirmou Leozinho Nunes.

“Vamos vir com tudo. Nos preparamos muito para conseguir entregar um excelente desfile e se papai do céu abençoar, voltarmos entre as seis primeiras colocadas. É isso que o presidente tanto almeja e é o nosso objetivo esse ano. Foi um ensaio maravilhoso, a
escola veio muito bem. Como sempre, a bateria também se superou. A escola precisava de um momento como esse: cantar um samba que a arquibancada correspondesse da mesma forma. Agora vamos trabalhar mais e mais para que em abril possamos fazer um excelente desfile que é a nossa ideia”, completou Maninho.

A Fiel Bateria, de mestre Caliquinho, foi mais um dos pontos fortes da escola da Zona Sul carioca. Executando bossas elaboradas em cima da melodia do samba, os ritmistas passaram ‘tirando onda’ na avenida. Foi possível ouvir com clareza cada naipe de instrumentos durante a passagem da bateria. Raphaela Gomes reinou à frente da bateria e estava deslumbrante.

“Melhorar um pouco o andamento, o andamento que eu digo é a harmonia, mas foi bom pra caramba. O andamento no início tava muito rápido, mas deu pra levar e as bossas encaixaram certinho do jeito que a gente vem ensaiando, fazendo festa, fazendo apresentações em outras agremiações, aquele show que demos lá na Cidade do Samba, hoje foi a mesma coisa, falei pra galera tocar com alegria, descontraído. Somos uma escola que não tem apito do primeiro mestre até o último mestre, então deu pra levar, só vamos ter que ajustar algumas coisas, no dia vamos usar fantasia por exemplo, mas hoje é nota 10 pra bateria”, afirmou o mestre, que terá 270 ritmistas no desfile.

De modo geral a São Clemente mostrou uma boa evolução ao longo do ensaio. As alas vieram compactas na maior parte da avenida, dançando e “dizendo no pé”. O único deslize ocorreu na entrada da bateria no segundo recuo, quando os integrantes das alas que vinham a frente da bateria acabaram ficando muito ‘espaçados’ entre si, o que provocou um buraco. Depois disso a escola se acertou novamente, dando continuidade ao seu ensaio com muita alegria.

A ala dos passistas era uma das mais animadas, transparecendo muito samba pé. A frente da ala dos passistas, com uma fantasia toda preta, veio Thelma Assis, a Thelminha, ganhadora do BBB20, sambando e atraindo olhares do público. Foi uma exibição memorável da escola do bairro de Botafogo.

A empolgação estava nítida nos componentes da escola, de todos os segmentos. A São Clemente veio muito leve, alto astral e irreverente para homenagear “Paulo Gustavo pra sempre”. Tudo indica que o desfile será emocionante. A escola é a quarta a desfilar no dia 22 de abril, sexta-feira, com o enredo “Minha Vida É Uma Peça”.

Participaram da cobertura: Leonardo Damico, Allan Duffes, Eduardo Frois, Lucas Santos, José Luiz Moreira, Luan Costa, Ingrid Marins e Isabelly Luz

Comentários