O quesito comissão de frente é o calcanhar de aquiles da Portela, comprovadamente. Nos últimos dois carnavais nenhuma nota 10, em nove notas dadas. Após o Carnaval 2018 a Majestade do Samba apostou no experiente Carlinhos de Jesus para conduzir o quesito. Nestes dois anos de trabalho foram sete décimos perdidos, considerando que há descartes de notas.

Em 2019, de acordo com as justificativas, o mal acabamento do tripé, acarretou na perda de décimos em todos os módulos de julgamento. Mesmo premiada, a comissão de frente foi o pior quesito da escola. Em 2020 ainda é preciso aguardar o que alegaram os jurados para punir o quesito. Mas o que se viu na avenida foi o tripé novamente sem funcionar corretamente, com os leds colocados para simular uma fogueira apagados desde o setor 6.

Em 2019 foram cinco décimos de punição, com três 9,9 e um 9,8. No carnaval deste ano foram punições ainda mais rigorosas: três 9,9 e dois 9,8. Sem o descarte, mais sete décimos. Somando os dois últimos anos são 1,2 pontos.

Comentários