Competitiva e cheia de energia, Viradouro grava seu samba para o CD

1389

A Unidos do Viradouro, de volta ao Grupo Especial, realizou na tarde desta quinta-feira, na Cidade do Samba, a gravação do seu samba-enredo para o CD do Carnaval 2019. A etapa foi acompanhada de perto pela diretoria. O maestro Jorge Cardozo cuidou do arranjo da obra. O andamento utilizado foi de 144 BPM (batidas por minuto). E o tom o Sibemol.

Para o intérprete Zé Paulo, a Viradouro possui um samba de qualidade e uma bateria renovada. * VÍDEOS: VEJA AQUI A GRAVAÇÃO DO CORO E DA BATERIA

“Eu já gravei pela Viradouro nesse projeto em 2015, mas é sempre prazeroso trabalhar com essa equipe. A diferença para aquela gravação de 2015 é que nós agora estamos competitivos e você sente isso na própria energia que foi essa gravação. Procuramos respeitar o samba da mesma forma que ele foi escolhido, apenas tiramos duas palavras repetidas. Eu sou desprovido de qualquer vaidade. Tem de ser o melhor para a escola. As pessoas ouvirão um samba de qualidade e uma bateria renovada. Vamos passar amor, emoção e vontade. Pretendo colocar a voz de uma maneira diferenciada, aguardem”, prometeu o cantor.

O presidente Marcelinho Calil acompanhou de perto e aprovou o resultado.

“A gente fica muito feliz pois nossa escola tem alguns cartões de visita. Conseguimos fazer uma festa bonita aqui em um dia que é muito importante. O horário não foi impeditivo. O Ciça é um show sempre. Temos muita confiança no trabalho dele. Essa questão da energia nesse retorno é bastante importante pois as pessoas têm tido a consciência de que voltamos de maneira competitiva, com confiança”, afirmou o presidente.

Os ritmistas de mestre Ciça deram um verdadeiro show. Gravaram de primeiro e ainda foram cantar após a gravação e antes do coro. A ideia de Laíla que coordena o CD.

Mestre Ciça ficou radicante com o resultado do trabalho na Cidade do Samba.

“A ficha caiu agora que estou na Viradouro. Eu pela primeira vez gravo um samba da escola aqui na Cidade do Samba. Eu estou muito feliz com o rendimento do samba e da bateria. Gravamos de primeira depois que definimos o andamento. A galera ainda cantou”, brincou o mestre de bateria.

Comentários