Compositores da Ilha na expectativa para grande final de samba-enredo

400

A União da Ilha realiza na noite deste sábado sua final de samba para o Carnaval 2019. Três parcerias estão na decisão e o site CARNAVALESCO conversou com os compositores. Cada parceria contou o que prepara e falou do desenvolvimento do samba.

Marquinhos do Banjo – parceria com Junior Nova Geração, Lobo Júnior, Rony Sena, Gugu das Candongas, Dondon, João Nogueira e Robson

“Merecemos porque atingimos o nível desejado pela parceria. Saímos um pouquinho do estilo da Ilha para fazer uma obra mais encorpada. Destaco as frases que antecedem o refrão. Atingimos o objetivo, que era conquistar o coração da comunidade. Achei excelente a medida da escola em realizar as disputas em um horário mais cedo. Foi muito bem-vindo, principalmente, devido à violência. Na final esperamos mais canto ainda do que já conseguimos. Acredito que conseguimos agregar 100%da Ilha do Governador. As pessoas estão pedindo para poderem estar conosco, isso é gratificante. O grande trunfo de nossa parceria é o nosso samba”.

Myngal – parceria com Marcelão da Ilha, Roger Linhares, Marinho, Cap. Barreto, Eli Doutor, Fernando Nicola, Marco Moreno

“Acredito que nossa parceria merece porque é um samba bem letrado com uma melodia bonita que vai ajudar a Ilha a fazer um grande desfile. Eu particularmente achei um acerto a disputa dessa vez ter acontecido mais cedo. As torcidas podem chegar com toda calma, sem falar no aspecto de segurança. Teremos claro várias surpresas, mas a principal delas será o canto da comunidade”.

Flavinho Queiroga – parceria com André de Souza, John Bahiense, Leandro Augusto, Rodrigo Brandão, Thiago Caldas e Alexandre Alegria

“Nós seguimos o pedido do carnavalesco: subjetividade. Que sempre foi uma marca da nossa parceria. Além disso, tocamos em todos os quesitos que o Severo destacou. Buscamos também uma melodia diferenciada, outra marca registrada da parceria, que acreditamos para a nossa querida escola, bem melódica. Estamos muito felizes com a obra. É um samba curto, muito fácil de cantar. Estamos confiantes demais com o samba e cientes que ele pode impulsionar um grande desfile e ótimas notas na quarta-feira de cinzas. O mais cedo para as apresentações foi muito bom. É muito importante buscar horários que não choquem tanto com outras escolas. Assim as parcerias podem trazer os melhores intérpretes e elevar o nível das disputas. Estamos preparando uma ótima apresentação, uma grande festa. Esse samba pede uma bela passagem. Pede que seja bem cantado e interpretado. Foi feito para nossa comunidade ter um desfile gostoso, mas também para deixar à vontade o Ito Melodia, o casal de mestre-sala e porta-bandeira, para um bailado mais rico, e a bateria poder brincar dentro da proposta melódica. A comunidade está convidada. Venham que esse samba é para vocês”.

Comentários