Compositores da Unidos da Tijuca revelam disputa acirrada na final

402

A Unidos da Tijuca escolhe neste sábado seu samba-enredo para o Carnaval 2019. São quatro parcerias na final. O site CARNAVALESCO ouviu compositores finalistas e abaixo você pode conferir o que eles esperam da decisão.

Dudu Nobre (parceria com Thompson, Paulo Oliveira, Amaral e Anderson Benson)
“O nosso samba é valente e fazendo um comparativo com os demais finalistas, os demais foram para o lado da oração. Temos um refrão no meu ponto de vista bem popular, buscando aquela linha mais antiga. A intenção foi chamar a escola, fazendo uma analogia com o enredo, citando o pão. E na questão da letra temos a mais rica e somos o único samba que cita os negros, a Mesopotâmia. Com todo respeito a todo mundo, o nosso foi o que passou melhor com mais regularidade na quadra. Vamos seguir fazer o mesmo trabalho de todas as eliminatórias. Estamos desenvolvendo um trabalho bastante profissional, temos ensaio até de torcida Nosso carro de som sob o comando de Vitor Cunha está fazendo um trabalho primoroso. Estamos vivendo esse samba 24h”.

LEIA AQUI: Final da Tijuca: parceria de Leandro Gaúcho é apontada favorita

Junior Trindade (parceria com Márcio André, Daniel Katar, Diego Moura, Channel, Maia, Renan Filho e Edson Carvalho)
“O samba tem uma narrativa feita pelo criador, através dos olhos do pavão, é uma resposta a todas as orações que nós seres humanos fazemos por dias melhores, por uma vida mais digna. É uma grande mensagem de esperança e amor. Que cada um vista sua fantasia e espalhe o bem, divida o pão e seja feliz. É um enredo de apelo emocional, uma bela sinopse que proporcionou aos compositores, a liberdade na criação da obra e ao grande mestre Laíla que nos motiva e inspira a buscarmos a perfeição. Esses aspectos tiveram interferência na qualidade das obras. Somos uma parceria de amigos, e apaixonados por samba, não dispomos de grandes recursos, mas acreditamos no envolvimento dos amigos, das pessoas do carnaval e principalmente dos segmentos e torcedores da Unidos da Tijuca em nossa apresentação nessa grande final. Temos um palco muito bom, que vai com toda garra pra essa final. Acreditamos no samba, acreditamos na magia que existe no carnaval e que faz tudo acontecer de forma plena”.

Fadico (parceria com Totonho, Dudo e Marcelinho Moreira)
“Acredito que nosso samba conseguiu atingir o objetivo da escola de fazer uma oração musicada, e acreditamos que nossa obra tem todos os pré-requisitos para proporcionar à escola um bom desfile, emocionar na avenida, e quem sabe não ser o grande samba do carnaval? Eu acho que sem dúvidas a comissão de carnaval, que nos proporcionou um grandioso enredo, através do desenvolvimento da sinopse, tem muita responsabilidade no resultado dessa safra de tamanha qualidade”.

Claudio Mattos (parceria com Leandro Gaúcho, Thiago Meiners, Juliano Centeno, Alemão, Junior Lima, Josemar Manfredini, Victor Alves e M.M)
“Acredito que merecemos ser campeões por termos conseguido unir sentimento uma melodia bastante aguerrida, trabalhando sempre nessas duas frentes sem perder a essência e a mensagem do enredo. Com certeza, a qualidade do enredo e a liberdade dada aos compositores para compor. Acreditamos que esses tenham sido os grandes diferenciais para que surgissem tão belas obras. Bom, faremos uma grande festa, com uma torcida numerosa, com algumas surpresas”.

Comentários