Compositores do Salgueiro preparados para grande final de samba-enredo para o Carnaval 2019

2481

O site CARNAVALESCO ouviu as parcerias finalistas do Salgueiro. A decisão acontece nesta quinta-feira. Quatro sambas estão na disputa. A primeira pergunta foi sobre a importância de estar na final do Salgueiro.

Parceria de Marcelo Motta (Demá Chagas, Renato Galante, Fred Camacho, Leonnardo Gallo, Getúlio Coelho, Vanderlei Sena e Francisco Aquino): “Estar em uma final, mais uma vez, na escola que dá sentido a minha existência, representa, sempre, a possibilidade da consumação de um sonho já realizado por 6 vezes, mas que continua sendo e sempre será o maior sonho da minha vida. É sempre uma primeira vez, pela emoção, pela grandiosidade e importância que o momento representa e pelo amor incondicional que tenho por essa escola”.

Parceria de Raoni Ventapane (Luiz Pião, Diego Tavares, Gilmar L. Silva, Ademir Salles, Daniel X, Washington Motta e Domingos OS): “Estar na final é estar a um passo de realizar um dos meus sonhos de vida”.

Parceria de Antonio Gonzaga (Danilo Garcia, Bello, Niva, Mauricio Matsuo, Braguinha J., William Neves e Giselle Katar): “Representa a proximidade do meu maior sonho e a confirmação de muito esforço e muita entrega de toda a parceria. Nós formamos um time de amigos de verdade. Amigos que sonham juntos e acreditam juntos. A gente viveu essa disputa de forma muito intensa, com o coração. Quem acompanhou de perto sabe que nao foi um caminho facil, mas sou muito grato a todos os nossos amigos, familiares e a todos que nosso samba conseguiu tocar de uma forma especial. Eu sonho muito em ter um samba meu cantado por minha escola, e esse ano, em especial, acho que essa coroação seria justíssima por tudo o que apresentamos. Acredito muito que o Deixa Trovejar fará o Salgueiro campeão”.

Parceria de Daniel Pereira (Zeca do Cavaco, Fernando Thompson, Zazá do Mello, Ferreira e Andrade): “A gente não está nem conseguindo dormir (risos). É uma honra! Estar na final é um presente do universo. Sobretudo numa disputa com tantos compositores qualificados na concorrência”.

Qual é a parte preferida do samba de vocês?

Parceria de Daniel Pereira (Zeca do Cavaco, Fernando Thompson, Zazá do Mello, Ferreira e Andrade): “O samba é todo desenhado. Tudo ali foi pensado no detalhe. Mas, sem dúvida, o refrão é o mais arrebatador. Basta passar uma vez que todo mundo canta. Nós apostamos numa melodia em tom maior, valente, que “vira” rápido e é de fácil assimilação. A letra a gente quis fazer bem descritiva, respeitando a sinopse até na forma. Muitas das frases foram tiradas do próprio texto do carnavalesco. Sem dúvida, o poder de síntese da nossa letra foi um diferencial. Tivemos a preocupação de não deixar o samba grande, de ser direto, objetivo. A intenção é chamar o componente pra cantar e mostrar o orgulho de ser Salgueiro… a escola vai mostrar com quantas vozes se faz um trovão”.

Parceria Raoni Ventapane (Luiz Pião, Diego Tavares, Gilmar L. Silva, Ademir Salles, Daniel X, Washington Motta e Domingos OS): “A cabeça onde diz… Xango, rei dessa nação vermelha! Tenho na mente aquele momento onde a escola e está toda na avenida e o orixá imponente vindo no abre alas ou mesmo no último carro”.

Parceria de Marcelo Motta (Demá Chagas, Renato Galante, Fred Camacho, Leonnardo Gallo, Getúlio Coelho, Vanderlei Sena e Francisco Aquino): “Traz a vitória pro meu Salgueiro. Que traz o mais precioso pedido de nossa comunidade ao padroeiro e enredo de nossa escola: Xangô. (Não tem como não cantar berrando)”.

Parceria de Antonio Gonzaga (Danilo Garcia, Bello, Niva, Mauricio Matsuo, Braguinha J., William Neves e Giselle Katar): “Acho que o nosso falso refrão, “ele bradou na aldeia….” é a parte mais surpreendente do samba, e que todo mundo ama cantar, mas meu xodó é o refrão principal. Como salgueirense, pedir esperança ao nosso padroeiro é muito significativo, então, me emociono todas as vezes que canto”.

O que esperar da apresentação do samba na final?

Parceria de Raoni Ventapane (Luiz Pião, Diego Tavares, Gilmar L. Silva, Ademir Salles, Daniel X, Washington Motta e Domingos OS): “Nosso diferencial está na maioria da nossa torcida composta por familiares e amigos que sonham junto com a gente. Eles defendem nossa obra com uma garra absurda. E podem esperar essa garra, esse canto e essa alegria pra levar nossa obra pra avenida como hino do salgueiro”.

Parceria de Antonio Gonzaga (Danilo Garcia, Bello, Niva, Mauricio Matsuo, Braguinha J., William Neves e Giselle Katar): “Nosso trunfo é a emoção! Queremos despertar alegria e tocar as pessoas na quadra. Vamos fazer uma apresentação de muita garra pra defender nosso sonho. Teremos nosso palco completo e muitos amigos, família e admiradores do samba cantando com a alma. Acreditamos na força do nosso samba para contagiar e mexer com o coração da nossa escola”.

Parceria de Daniel Pereira (Zeca do Cavaco, Fernando Thompson, Zazá do Mello, Ferreira e Andrade): “Nossa apresentação tem um balé lindo desde o início da disputa, a quadra já conhece a letra toda, os cantores e músicos estão motivados… temos uma torcida numerosa. #TROVEJOU lá na pedreira! Na final… vamos juntar nossas vozes para evocar a presença do “Justiceiro””.

Parceria de Marcelo Motta (Demá Chagas, Renato Galante, Fred Camacho, Leonnardo Gallo, Getúlio Coelho, Vanderlei Sena e Francisco Aquino): “Faremos uma grande festa para celebrar, junto com a massa salgueirense presente, a conclusão de um trabalho feito não só para a felicidade de uma parceria, mas para lutarmos pela coroação de um samba que cremos contribuir para conduzir um desfile memorável, o desfile que trará a décima estrela para a nossa Academia. Será uma apresentação grandiosa, tenham certeza. Onde o destaque principal serão as vozes apaixonadas de toda uma comunidade que, para a nossa alegria, vem abraçando o samba como quem abraça a própria vontade de ser feliz. Vai… #vaitrovejar”.

Comentários