A Vila Isabel mudou para o Carnaval 2020 ao realizar a disputa de sambas a partir da análise do CD e de audições fechadas na quadra. A obra campeã tem algumas peculiaridades. Com o compositor Cláudio Russo encabeçando a parceria, sempre bastante requisitado em sambas encomendados e vitorioso em outras disputas, o hino da Vila também foi assinado pelo parceiro Júlio Alves e contou com um estreante no mundo dos sambas-enredo, mas não no mundo do samba propriamente dito, o compositor Chico Alves.

Com cerca de 20 anos de carreira no mundo do samba, Chico Alves começou muito bem sua trajetória no carnaval. Cláudio Russo explicou como surgiu a oportunidade de trabalhar com o músico e também sobre o tempo recorde em que fizeram a obra campeã.

“Essa vinda do Chico foi extremamente curiosa, porque a gente fez a melodia faltando três dias para a entrega. Quatro, cinco dias antes a gente não tinha nem parceria formada. Um amigo em comum falou comigo e com o Chico e começamos a fazer. O Júlio (Alves) já é meu parceiro antigo. Foi uma coisa muito acima do que a gente imaginava porque a gente se entendeu muito bem com o Chico. Só conseguimos por isso, porque a gente tinha pouquíssimo tempo e tudo deu certo. O Chico comentou depois que já tinha uma vontade de fazer samba-enredo. E eu acho que ele vai ficar com a gente. Criou uma amizade e existe muito respeito”.

Já o compositor Chico Alves citou a emoção de produzir uma obra que irá ser entoada na Sapucaí.

“Sobre a minha parceria com o Cláudio e com o Júlio foi uma relação bacana. São pessoas que já estão neste meio há muitos anos. Quando o Cláudio me chamou eu relutei um pouco pois, não é muito a minha praia. Mas dessa vez resolvi aceitar o convite e acho que fomos felizes, conseguimos traduzir bem o que o carnavalesco pensou. É sempre difícil falar de uma cidade. É uma felicidade grande já estrear com o pé direito em uma escola grande como a Vila Isabel. É uma honra. Espero que surjam novos convites”.

Para produzir o samba vencedor, a parceria decidiu focar em resgatar uma melodia mais tradicional da Vila Isabel. Cláudio Russo explicou como suas inspirações do passado influenciaram na produção da obra.

“A Vila Isabel sempre foi uma escola muito tradicional com relação ao seu samba-enredo. Eu cresci ouvindo Martinho, Luiz Carlos da Vila, os grandes sambas da Vila e isso forma a minha memória afetiva quanto aos sambas da Vila Isabel. Fora isso, nas minhas parcerias, eu tenho tentado sempre trazer uma melodia mais tradicional, sem correria, com versos mais melodiosos e eu acho que isso tudo resultou neste trabalho para a Vila Isabel”.

Comentários