Os leitores do site CARNAVALESCO e torcedores do Paraíso do Tuiuti escolheram a equipe dos sonhos. Foram dois momentos: o primeiro com a indicação e o segundo com a abertura da votação popular. Somente quem já tinha desfilado pela agremiação poderia fazer parte do time da história.

A porta-bandeira Danielle Nascimento foi escolhida pelos torcedores. Ela ganhou 39,4% dos votos. A disputa foi forte com Cris Caldas, que desfilou em 2001, na estreia da escola no Grupo Especial, e recebeu 35,3%. Jack Pessanha terminou com 25,3%. O atual mestre-sala Marlon Flores venceu com 66,7%. Marquinhos Sorriso levou 33,3%.

Comandante da Super Som por muitos anos, mestre Ricardinho venceu com 65% dos votos. O atual presidente Renato Thor, que já foi mestre de bateria, ganhou 35%.

Responsável pelo carnaval do vice-campeonato em 2018, Jack Vasconcelos foi eleito o carnavalesco da história do Tuiuti. Ele recebeu 72,8% dos votos, seguido de Paulo Barros com 22% e Paulo Menezes com 5,2%.

A direção de carnaval do Tuiuti foi para Leandro Azevedo com 57%, seguido de Thiago Monteiro com 33% e Junior Schall com 10%.

A direção de harmonia ficou sob o comando de Jorge Honorato com 58,4%. O atual diretor Luiz Carlos Amâncio recebeu 41,6%.

Patrick Carvalho teve mais de 90% na fase de indicação dos leitores e entrou automaticamente na equipe dos sonhos para comandar a comissão de frente da história do Tuiuti.

O samba de 2018 foi escolhido por 81,4% para ser a trilha sonora do desfile da história do Paraíso do Tuiuti. Ciganerey eleito o intérprete com 73,9% e Celsinho Mody teve 26,1%.

Comentários