Compositores: Arlindinho Cruz, Mateus Pranto, Braguinha, Rafael Tinguinha, Lucas Donato, Naldo do Lins, Pezão, Carlinhos Bocão, Marquinhos Mola, Hélcio Colored, Genésio, Antônio da Conceição e Samuel Gasman
Intérpretes: Lucas Donato e Rafael Tinguinha

Nêgo menino, “lá no morro”, iluminado
O seu destino foi um anjo quem guiou
Descendo a ladeira, Carlinhos
Por tantos caminhos, a sua estrela brilhou!
Com reco-reco na mão, o dom de improvisar
A vida o ensinou a se reinventar
Talento como o dele ninguém viu igual
Um bamba partideiro original

No quintal de folhas secas, tocou surdo de primeira…
Caiu no samba lá no Morro de Mangueira!
Onde parecia um céu no chão
De verde e rosa, tingiu seu coração

Um dia o artista se torna palhaço
Nos palcos, pela arte é consagrado
Dos mestres, as lições ele guardou
Com sua graça o povo cativou
Mas quis o destino levar seu sorriso
Deixando o infinito mais bonito
Mussum…
Um trapalhão que inspira tanta gente
Chama que jamais se apagará
É luz que há de brilhar “pra sempris”!

Desce mais um mé que a Lins vem festejar…
E a batucada rola até o sol raiar!
Valeu, Mussum, valeu! É grande a saudade
Do filho que orgulha a comunidade!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.