Um reencontro com a própria história. Reconhecida pelos enredos de temáticas africanas, o Cubango vai homenagear a atriz Chica Xavier no próximo desfile. A autoria é do carnavalesco João Vitor Araújo, que foi recentemente contratado pela verde e branco de Niterói. No enredo “O amor preto cura: Chica Xavier, a mãe baiana do Brasil”, o artista vai passear pela trajetória de uma das mais importantes atrizes negras do Brasil.

Foto: Divulgação/Cubango

Chica Xavier nasceu na Bahia e veio fazer história nos palcos e novelas no Rio de Janeiro. Era dona do próprio terreiro, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Por isso, não foi difícil para ela interpretar uma mãe de santo na minissérie “Tenda dos Milagres”.

“Ao deixar a terra-mãe, veio cumprir missão no Rio de Janeiro. Vestiu-se de Majé Bassã e propagou pelos quatro cantos a Tenda dos Milagres de Jorge Amado, a universidade do povo que o gênio baiano plantou no imaginário do povo. Prudente e sábia, firme e amorosa, suave e altiva, fez-se Chica Xavier, a ialorixá do terreiro Brasil, protagonista no elenco da luta antirracista”, descreve João Vitor Araújo.

A sinopse do novo enredo para os compositores será divulgada no dia 25 de julho, durante uma live comemorativa.

Resgate da bandeira

Outra novidade da agremiação niteroiense para a próxima folia é o resgate do antigo pavilhão, em que a cor verde é mais presente. A bandeira mais tradicional volta para valorizar ainda mais o conceito de uma escola de comunidade, um dos lemas da campanha da nova presidente da escola, Patrícia Cunha.

“Como fui porta-bandeira, tenho um carinho muito especial com todos os meus pavilhões, mas quem é Cubango conhece e valoriza demais esse pavilhão mais tradicional. É a nossa essência, a nossa raiz. Fiz questão de trazer essa bandeira de volta para resgatar a nossa comunidade, chamar todos de volta para a escola”, afirma Patrícia.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.