O professor e pesquisador Mauro Cordeiro realiza o curso “Sociologia das escolas de samba do carnaval carioca” para os interessados em um aprofundamento bibliográfico sobre o amplo, plural e rico universo das agremiações.

* CLIQUE AQUI PARA FAZER SUA INSCRIÇÃO

O curso é aberto a sambistas, pesquisadores e interessados em geral. Não há pré-requisitos. Aulas expositivas dialogadas a partir de uma bibliografia indicada pelo professor. O objetivo é construir nas aulas um espaço democrático de reflexões amplas nos quais os textos sejam apenas pontos iniciais para alimentar os debates. Serão concedidos certificados de curso livre aos concluintes com carga horária de 16 horas/aula pela pensamento social do samba.

Aula 1 – 15/09: Abre-alas para a folia: apresentação do curso e do programa
– Apresentação do professor e dos alunos.
– Justificativa do programa do curso e exposição da metodologia.
– Introdução.

Aula 2 – 17/09: Os distintos carnavais cariocas: classe, raça e espacialidades
– Formas de se brincar o carnaval e sua relação de classe.
– Espaços distintos de manifestação carnavalesca na cidade.
– Relação entre raça e classe com as formas de organização carnavalesca.

Aula 3 – 22/09: Bumbumpraticumbumprugurundum: samba de sambar e desfilar
– O samba urbano do Estácio de Sá.
– Nascimento das escolas de samba.
– Os primeiros desfiles.

Aula 4 – 24/09: Escolas de samba e /é política: questão nacional
– Relações entre os sambistas e o poder público.
– Os temas nacionais nos desfiles; aproximação com o PCB.
– Turismo ou cultura?

Aula 5 – 29/09: Bambas e baluartes: personagens e lideranças
– Escolas de samba como projeto político intelectual.
– Lideranças comunitárias.
– Personagens

Aula 6 – 01/10: Carnaval carioca e a estrutura social: o desfile e a cidade
– O desfile como um ritual e o conflito como inerente a sociedade.
– Escolas de samba como microcosmo da cidade.

Aula 7 – 06/10: O bicho e o samba: o papel da contravenção
– Tempos românticos: paradigma de Natal da Portela.
– Modernização conservadora: cúpula entra em cena.
– LIESA: o carnaval espetáculo.

Aula 8 – 08/10: Primazia do visual: super escolas de samba e as super alegorias
– Revolução estética.
– Supervalorização do desfile e desvalorização do sambista.
– Escolas de samba como empresas.

MAURO CORDEIRO DE OLIVEIRA JUNIOR – Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da UFRJ. Mestre em Ciências Sociais pela PUC-Rio (2019) e graduado em Ciências Sociais pela UFRRJ (2016). Pesquisador Orientador do Observatório de Carnaval (UFRJ). Estudou a relação entre as escolas de samba e a prefeitura municipal na gestão Crivella, a partir do conflito instaurado com o corte da subvenção pública aos desfiles. Professor de Sociologia das redes pública e privada do Rio de Janeiro. Também atuou como bolsista no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) da Capes entre 2012 e 2013. Seu interesse e experiência de pesquisa situa-se na Antropologia com ênfase na cultura popular, sobretudo as suas manifestações afrodiaspóricas como o samba e as escolas de samba.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui