Por Gabriella Souza. Fotos: Magaiver Fernandes

A semifinal do concurso de Rei Momo e Rainha para o carnaval de 2020 do Rio de Janeiro aconteceu nesta quarta-feira, na Cidade das Artes, Barra da Tijuca. O evento foi aberto para a torcida dos participantes e teve presença de figuras ilustres do samba, além de dirigentes da Riotur, realizadora do projeto. A grande final será no dia 12 de janeiro, em Copacabana.

Foram selecionados quatro candidatos para o posto de Rei Momo e seis para Rainha. Estão classificados: Alex Oliveira, Jeferson Luiz, Pablo Rafael, Djeferson Mendes. Camila Silva, Amanda de Almeida, Viviane Silveira, Deisiane Conceição, Cinthia Aparecida, Ariane Regina.

Foram um total de 28 competidores, 14 concorrentes em ambas categorias de Rei Momo e Rainha. Cada participante fez uma apresentação individual, contando suas trajetórias com o carnaval e mostrando o mais aguardado, o samba no pé. A simpatia, a apresentação e a vivência com o carnaval foram analisados pela comissão julgadora. Cada um mostrou seus conhecimentos através de perguntas sobre a festa.

O perfil dos candidatos foi diverso. O que a maioria teve em comum era a trajetória extensa com o samba. Alguns deles já estavam em sua quinta, oitava, décima participação no evento. Até mesmo ex-reis disputavam a coroa de 2020. Sem contar com a presença de figuras já conhecidas dos sambistas, que viram no evento uma oportunidade de renovação e abertura de portas, como conta Camila Silva, musa da Paraíso do Tuiuti, que já foi rainha de bateria da Mocidade Independente de Padre Miguel e da Vai-Vai de São Paulo.

“É algo que gosto, amo carnaval e concursos como esse. A corte de carnaval é uma algo que sempre esteve comigo desde criança. Fui rainha do carnaval de São Paulo em 2009, acho que já está comigo no sangue. Pensei ‘porque não tentar agora no Rio?’, um lugar que me recebeu com tanto carinho. Vi nessa oportunidade uma forma de retribuir toda a energia que recebi desse povo, lugar que aprendi muito”, disse Camila, emocionada.

Pablo Rafael, passista da Viradouro e amante de carnaval, conta a emoção de chegar à final do evento.

“Sou o atual Rei Momo do carnaval de Niterói e já participei de diversos concursos como esse e almejo ser o da cidade do Rio. Uma grande experiência representar essa cidade, esse povo fantástico. É a corte que apresenta o carnaval para o mundo, é um prazer e uma responsabilidade imensa poder representar o Rio e o seu carnaval e vou lutar por isso”, declarou Pablo.

Luciana Messias, técnica de enfermagem e coordenadora de passistas da escola Arrastão de Cascadura, aposta na experiência com o concurso para aprimorar sua carreira no meio.

“Esse ano é a minha primeira vez no evento e me sinto feliz de poder estar ao lado de tantas pessoas que já estão aqui a anos tentando, aprendi e aprendo muito. Valeu para que eu pudesse enfrentar meus medos e me superar, ao subir naquele palco e sempre me aprimorar no carnaval”.

O concurso, que já é tradicional no Rio, renova sua corte a cada ano e traz para o mundo do samba novos símbolos. A responsabilidade de receber a chave da cidade para abrir a festa, é destaca por Wilson Neto, atual Rei Momo e componente do júri que decidirá os campeões do evento.

“Hoje eu tenho que começar falando que estou emocionado, lisonjeado e gratificado pelo fato de estar do outro lado, que é compondo o júri para a escolha da corte 2020. Confesso que não imaginei que fosse tão difícil. O nível está cada ano aumentando e o grupo é coeso. Estou aqui para ser justo e sério com meu julgamento. Tenho certeza que irei entregar a coroa para uma próxima pessoa que irá saber conduzir a corte real como ela merece. Desejo sucesso e sorte a todos os candidatos e candidatas”.

A persistência é a marca principal de quem ama o que faz, o que se viu foram pessoas dedicadas ao mundo do samba. Como conta Marcus Luiz que está em sua décima competição.

“Estou há dez anos concorrendo e a figura do Rei Momo para mim é de alegria, participação e de junção com todos os ideias que o carnaval representa. É a resistência da memória dessa nossa festa que amamos. Esse posto serve para lembrar sempre o intuito do carnaval, para alegrar nosso povo e não ser só algo financeiro e empresarial. É popular, é a essência dessa festa”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui