Uma escola de samba não funciona apenas para desfilar na Marquês de Sapucaí. Ela está viva durante o ano inteiro, seja em ações sociais, ensaios, atividades com seus segmentos e nas interações nas redes sociais. A Viradouro, atual campeão do Grupo Especial do Rio de Janeiro, é um exemplo de agremiação que mexe com sua equipe o ano inteiro. Neste período de pandemia da Covid-19 a direção da vermelho e branco saiu na frente na produção de máscaras e também na realização das lives.

Em uma dessas lives, mestre Ciça e o intérprete Zé Paulo comentaram o trabalho da Viradouro na preparação para o carnaval que deu o título de campeã em 2020.

“Nunca trabalhei em uma escola que ensaiasse tanto quanto a Viradouro. Isso ajuda muito no desempenho. Podemos ver os pontos que estavam falhando e a gente corrigia. Toda terça e domingo. Começamos cedo os ensaios. Faz crescer a bateria e demos um salto de qualidade”, garantiu Ciça.

“Não existe escola que ensaia tanto como a Viradouro. São ensaios técnicos mesmo. Quanto tem erro a gente percebe e discute. Isso que é importante. Fizemos ensaios maravilhosos para o Carnaval 2020 e isso motivava a nossa equipe”, completou Zé Paulo.

Somando os ensaios de quadra, rua e os pontuais dos segmentos foram feitos mais de 40 treinos pela equipe da Viradouro. O presidente Marcelinho Calil, na live da escola, ressaltou a importância dos treinos para os quesitos.

“O carnaval é decidido nos quesitos. Por isso, a gente acredita que isso vai dar confiança e minimizar o que pode acontecer. A rua consegue ser o mais possível do desfile”, comentou Marcelinho Calil.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui