A fantasia da bandeira da Viradouro, no décimo quarto ano de Ciça no comando, não poderia ser melhor para o consagrado mestre. No desfile da escola, que aborda o carnaval de 1919, a Furacão Vermelho e Branco retratou o fundador do Bola Preta, Caveirinha, com clara associação, feita pelos carnavalescos Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira, ao apelido de mestre Ciça entre seus ritmistas, “Caveira”.

Fundador do bloco Bola Preta, um dos maiores do Rio de Janeiro, Caveirinha, retratado pela fantasia, recebeu o apelido por sua aparência, muito magra, graças à gripe espanhola de 1918. Já pelas bandas de Niterói, em referência ao seu comandante, os ritmistas da Viradouro se apelidam de “Bonde do Caveira”.

Em entrevista ao CARNAVALESCO, Ciça comentou sobre a homenagem feita pela escola. Ao site, o mestre agradeceu o reconhecimento da escola, na qual conquistou o campeonato do carnaval de 2020.

“É sempre bom uma homenagem, isso faz bem pra gente, o reconhecimento da escola comigo não tem preço. É sempre uma satisfação ser lembrado. Eles botaram o nome da fantasia como ‘A Tropa do Caveira’”, disse.

Além disso, ao comentar sobre a fantasia da bateria, o mestre elogiou o figurino montado pelos carnavalescos Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira. Confiante, Ciça também disse acreditar no bicampeonato da escola de Niterói.

“A fantasia é muito boa, ótima para tocar, o chapéu é pequeno. Se não tocar, eu tenho que dar uma coça neles. Respeitando todas as coirmãs, a Viradouro vem forte pelo título, vem pra ser campeã.”, concluiu.

Comentários