Dessa vez, o nosso editorial tradicional de ano novo é diferente. Abaixo, você pode ver o vídeo e conferir o texto que fizemos para o ano que termina e a vida nova que surge em 2021. Desejamos muita saúde e coisas boas para todos os apaixonados por carnaval.

EDITORIAL 2020/2021

A gente planeja, faz pedidos e promessas na virada do ano. De 2019 para 2020, não poderíamos imaginar o que estaria por vir. Os sambistas começaram esse ano que está indo embora com muitos motivos para celebrar. Ficamos ensaboados com a Viradouro, no palco iluminado vimos a recuperação da Imperatriz e no Anhembi fomos surpreendidos com o Águia de Ouro.

De repente, veio o boom. Avassalador. Gripezinha, vírus chinês e tantas baboseiras ditas por políticos nos levaram para o negacionismo. Quem prometeu cuidar das pessoas acabou preso. Por corrupção.

O ano do sambista foi de choro. Perdemos familiares, amigos, colegas, ídolos e referências. Infelizmente, a gente chorou de dor. Perdemos tantos e tantas. Rico Medeiros, Maurício Mattos, Djalma Sabiá, Diego Rigor e milhares de apaixonados por carnaval. De todos os pavilhões tivemos lágrimas de saudade.

Sentimos na pele a importância do público e louvamos nossos médicos, enfermeiros e toda cadeia da saúde. A solidariedade foi fundamental. O papel do sambista na sociedade foi cumprido com nota 10. Distribuímos milhares de cestas básicas, máscaras, e equipamentos de segurança para rede pública de saúde.

Ficou escancarada a precariedade do trabalho para quem produz o maior espetáculo da terra. Não houve auxílio emergencial por mais de nove meses e muitos dirigentes esqueceram dos seus artistas e das suas comunidades.

Mas vamos vencer. O ser humano já venceu. A vacina existe. Temos pressa. Porém, ainda é hora de resiliência. Não podemos nos descuidar. Temos que evitar aglomeração, usar máscara e seguirmos nos adaptando para realidade diferente.

Sonhamos em pisarmos em 2021 nas nossas passarelas sagradas: a Marquês de Sapucaí e o Anhembi. Faremos apenas com segurança sanitária e autorização do poder público. Estamos planejando e caso não seja possível acontecer em 2021, que seja possível que seja em 2022 ou quando for possível.

O site CARNAVALESCO sempre vai cobrar que tenha algo simbólico no carnaval, no mês de fevereiro, no mês tradicional, através de lives, e que nossos profissionais do carnaval sejam amparados pelo poder público, escolas de samba e seus dirigentes.

Estamos com nossos corações abertos e cheios de esperança em nossas vidas. O site CARNAVALESCO caminhará sempre com os sambistas. Nosso carnaval nunca vai durar apenas quatro dias. Vem vacina! Vem 2021!

Comentários