O prefeito Eduardo Paes esteve na noite desta quinta-feira no Sambódromo da Marquês de Sapucaí para inaugurar a nova pista, que já está pintada, e apresentar como será a iluminação cênica para os desfiles da Série Ouro e do Grupo Especial, que acontecem entre os dias 20 e 23 de abril de 2022. Perguntado pelo site CARNAVALESCO o prefeito confirmou que será daqui há duas semanas. O Grupo Especial deve ter início em 13 de março. Os ensaios de rua estarão autorizados a partir do primeiro final de semana do próximo mês, nos dias 05 e 06.

“O ensaio técnico estou aguardando a manifestação do comitê científico. Em duas ou três semanas vamos iniciar. Estamos muito otimistas. Os ensaios de rua estarão autorizados a partir do primeiro final de semana de março”, confirmou.

Foto: Marcelo Moura Fotografia

Eduardo Paes disse que adoraria que o carnaval acontecesse em sua data tradicional, a partir desta sexta, mas garantiu que os festejos de abril significarão o maior espetáculo da terra.

“Não é uma noite tão feliz pois gostaríamos de estar abrindo o carnaval. Mas estamos começando a sair dessa pandemia. No ano passado tínhamos uma perspectiva muito ruim e agora a coisa está muito melhor. Vai ter carnaval. A Sapucaí estaria pronta pra começar hoje. Será o maior espetáculo da terra de novo”, torceu.

Paes enalteceu as obras do Sambódromo, que além da nova pista e da iluminação, contou com uma modernizada no sistema de proteção contra incêndios, antiga exigência do Corpo de Bombeiros.

“O sistema de proteção a incêndios foi a intervenção mais importante aqui. A iluminação será toda cênica, diferente. Os carnavalescos vão poder brincar bastante. O momento é de celebração, podemos nos animar. Dia 20 de abril começam os desfiles”.

O prefeito do Rio destacou que o pagamento do subsídio público às escolas de samba não foi interrompido para que os trabalhadores da festa não fossem penalizados com o adiamento dos desfiles.

“Pagamos o subsídio das escolas com a contrapartida de que todos os profissionais fossem mantidos. Ninguém queria esse adiamento, mas para a economia da cidade foi interessante pois os hoteis estão cheios. O comitê científico deve liberar a máscara em espaço privado, como já é em espaço público”, complementou.

Sem dar números, Eduardo Paes falou aos jornalistas que as internações caíram muito nas últimas semanas e que a taxa de transmissão se encontra baixíssima. Mas reiterou a importância de que as pessoas continuem a se vacinar.

“As internações caíram muito. Sei que é difícil nesse momento dizer algo mas o apelo que faço é para que as pessoas tomem a dose de reforço. A vacina existe pra isso, para que a gente possa retomar a nossa vida normalmente”, finalizou.

Comentários