A Estação Primeira de Mangueira irá estrear no próximo sábado (26), a partir das 15h, no canal do YouTube da escola, o Game da Família Verde e Rosa. A gincana, que será transmitida direto de um estúdio improvisado no barracão da agremiação na Cidade do Samba, irá reunir duas famílias em uma competição que testará os conhecimentos dos participantes sobre a Mangueira, valendo diversos prêmios.

“São perguntas sobre a história da escola. Tem algumas brincadeiras também, para dar mais dinamismo ao game”, explicou Elias Riche, presidente da agremiação, em conversa com o site CARNAVALESCO. “A ideia foi da Célia Domingues, que é diretora comercial. Ela conversou comigo, achei muito boa a proposta e reunimos um grupo de pessoas jovens para desenvolvê-la. Foram três meses montando o projeto e acreditamos que vai ser um sucesso”, destacou.

O game contará com edições mensais e as famílias participantes serão sempre ligadas a Mangueira. Na estreia, de um lado haverá dois ex-presidentes da escola, os irmãos Carlos e Elisyo Dória; e do outro, estará o compositor José Ramos, autor de sambas clássicos de quadra e mediano como “Capital do Samba”, “Jequitibá” e “Mangueira Chegou”.

“Quando nós falamos famílias mangueirenses, não é exclusivamente da comunidade. São pessoas que frequentam a escola a bastante tempo e que conhecem a história. Por exemplo, eu tenho 50 anos de Mangueira e não sou nascido no Morro da Mangueira”, frisou Elias Riche.

A partir das próximas edições, as famílias interessadas em participar do game poderão se inscrever através do site: game.mangueira.com.br. Os prêmios para os vencedores vão desde de brindes da escola até uma televisão de 50 polegadas.

“Já tivemos o patrocínio de algumas empresas, que vão oferecer os prêmios, e tenho expectativas de conseguir até mais apoios. A Mangueira não é só uma escola de samba, mas uma escola de vida. Temos nosso programa social, estamos sendo solidários com a nossa comunidade. E eu acredito que essa iniciativa vá trazer algum retorno financeiro para escola. Lógico que não é um retorno que dê para montar uma alegoria ou fazer o carnaval, mas que dê para pagar uma conta de luz ou que ajude a pagar o salário dos funcionários”, ressaltou o presidente da Verde e Rosa.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui