Ney Filardi será aclamado presidente da União da Ilha do Governador. Ele já esteve no cargo de 2009 até 2018, chegando ao quarto lugar em 2014 com o espetacular desfile “É brinquedo, é brincadeira: a Ilha vai levantar poeira!”. Agora, a escola foi rebaixada no Grupo Especial em 2020 e passará por pequenas mudanças, conforme o dirigente contou em entrevista ao site CARNAVALESCO, e não terá a reedição do samba-enredo de 1998, que o comandante da Ilha já tinha revelado ao site Setor 1.

“Sou totalmente contra fazer reedição. É um belo samba e história. Tenho muito respeito pelo Milton Cunha que desenvolveu o enredo em 1998, mas como sou contra reedição, não tem sentido seguir com essa ideia”.

Ney informou que pretende manter a equipe projetada pela União da Ilha para fazer o próximo carnaval.

“Haverá algumas mudanças, mas poucas. Vou sentar com os carnavalescos e diretores de carnaval para determinarmos os números de pessoas que vão desfilar. Algumas alas que se afastaram da escola vão voltar. Deixo claro que assim que tomar posse vão procurar o Severo Luzardo e Cahe Rodrigues (carnavalescos), Wilsinho Alves e Dudu Azevedo (diretores de carnaval), os meninos da bateria (mestres Keko e Marcelo), o Ito Melodia e o casal responsável pela comissão de frente (Priscila Motta e Rodrigo Negri) que já tive o primeiro contato e tudo leva a crer que vão ficar com a gente. Vou procurar manter todos. Temos um time forte”.

Recentemente, Ney esteve na eleição presidencial da Liesa muito mais magro após uma séria dieta. Foto: Henrique Matos

Sobre o nome do novo casal de mestre-sala e porta-bandeira, Ney fez mistério. Foi perguntado se efetivaria o segundo casal, Rodrigo França e Winnie Lopes, adorados pela comunidade.

“Estou em conversações sobre o casal de mestre-sala e porta-bandeira, mas nada fechado por enquanto”, disse.

Ney Filardi não está muito empolgado com a possibilidade de realização dos desfiles em fevereiro de 2022, a questão é o pequeno número de vacinados contra a Covid-19 no Brasil.

“Acho prematuro dar opinião agora sobre data do desfile. Se caminharmos ao lado com a vacinação, a tendência é que infelizmente nós não tenhamos o carnaval em fevereiro de 2022. O processo de vacinação no nosso país está muito lento ainda. Enquanto houver esse quadro bastante lento, tudo indica hoje, que não teremos os desfiles em fevereiro. Deus queira que eu esteja errado. É um sofrimento muito grande ficar sem os desfiles. O carnaval é benefício e gera renda para muita gente”.

Ney Filardi comandou a União da Ilha de 2009 até 2019 conseguindo um 4º lugar em 2014

O novo presidente da Ilha não fez grandes promessas para os insulanos, mas não mostrou nenhum receio com o falado favoritismo do Império Serrano.

“Posso prometer aos insulanos a mesma dedicação. Não sou salvador da pátria, mas se estiver juntos e felizes, com certeza, o sucesso virá. Essa é minha promessa. Todos os insulanos estão tristes. Vamos tentar tirar uma solução dessa grande derrota de 2020, dar uma injeção de ânimo em todos e nos prepararmos para voltarmos ao Grupo Especial. É um lugar que a União da Ilha nunca deveria ter saído. Não só o Império Serrano desponta como favorita, várias outras aparecem como favoritas. Vai ganhar aquela que melhor se apresentar na Sapucaí. Podem esperar da Ilha um desfile digno e competitivo”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.