Morreu nesta quarta-feira no Rio de Janeiro a atriz, diretora, cantora, compositora e apresentadora Bibi Ferreira, uma das mais importantes personalidades do teatro brasileiro. Bibi faleceu em seu apartamento e tinha 96 anos. Filha de Procópio Ferreira, Bibi brilhou por décadas em palcos e telas, mantendo uma carreira ativa até o fim da vida.

O mundo do carnaval prestou à Bibi uma das mais importantes homenagens que ela recebeu em vida. No Carnaval 2003, a Unidos do Viradouro contou a vida e a obra da cantora na Marquês de Sapucaí. Embora tenha terminado na 6ª colocação naquele ano, o samba da vermelha e branca para homenagear Bibi é um dos mais belos de toda a discografia da escola, cantado até hoje na quadra e regravado recentemente na voz do intérprete oficial da Viradouro, Zé Paulo Sierra.

Na ocasião a Viradouro tinha como carnavalesco Mauro Quintaes, que estreava na agremiação apenas três anos depois da saída de Joãosinho Trinta. O desfile foi embalado por uma grande interpretação de Dominguinhos do Estácio, que na ocasião recebeu o prêmio Tamborim de Ouro, do Jornal O Dia, como melhor intérprete do Grupo Especial. Bibi participou do desfile e deixou a avenida bastante emocionada.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui