Os presidentes das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro estiverem presentes, em uma reunião plenária na Cidade do Samba, na noite desta quarta-feira, para debaterem diversos assuntos relacionados aos desfiles de 2023, principalmente, a realização das finais de samba-enredo e o programa “Seleção do Samba”, que a TV Globo realizou para escolha das obras de 2022.

Foto: Allan Duffes/Site CARNAVALESCO

Em entrevista ao site CARNAVALESCO, o diretor de marketing da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), Gabriel David, revelou que haverá novamente o “Seleção do Samba”, mas que o formato ainda está sendo decidido em comum acordo com todas agremiações e a emissora. Além disso, ele contou que as escolas vão fazer as finais em suas quadras.

“Vai ter ‘Seleção do Samba’. Está confirmado. Hoje, na plenária, discutimos o modelo do programa com os presidentes. As escolas estão sabendo todas possibilidades que existem. Teremos as finais nas quadras das escolas de samba. O ‘Seleção do Samba’ está na grade da TV Globo e agora só estamos definindo o formato ideal para todas escolas. Em breve, elas vão divulgar as datas das suas finais”, explicou Gabriel David.

O diretor de marketing da Liga também falou sobre a abertura do “Rio Carnaval 2023” e a realização dos mini-desfiles na Cidade do Samba.

“Com certeza, vamos ter um evento de abertura oficial do carnaval. O formato ainda estamos discutindo. Essa abertura será depois do Ano Novo. Antes disso, nós teremos outros eventos legais acontecendo ao longo do pré-carnaval 2023, tenho conversado com o presidente (da Liesa, Jorge Perlingeiro). Os mini-desfiles provalmente vão voltar a acontecer, não sei se na abertura do carnaval ou em outro evento”.

Gabriel David contou que para o pré-carnaval 2023 trabalha com a maior divulgação do carnaval. Ele ressaltou que a criação da marca “Rio Carnaval”, premiada em Cannes, foi fundamental para o que propõe realizar na Liga.

“A marca era uma necessidade. Por sorte, conseguimos juntar uma grande equipe, fazer um ótimo trabalho, e, pela primeira vez, uma marca criada no Brasil ganha dois prêmios em Cannes. Agora, nós buscando ampliar o poderio de comunicação do carnaval. Precisamos de visibilidade e protagonismo”.

Comentários