A Dragões da Real é conhecida por ser um lugar de gente feliz. Neste momento de quarentena, no combate ao Coronavírus, a escola de samba está ativa socialmente, criando ações inovadores e que nunca tinham acontecido em uma agremiação. As atividades da Dragões viraram referência para todas escolas do país. Neste sábado, uma festa junina diferente, através de um “arraiá drive-thru” com solidariedade, mexeu com a comunidade. Em suas realizações sociais, durante a pandemia, a Dragões já doou mais de 30 toneladas de alimentos.

A festa junina deste sábado teve um cardápio típico de doces e salgados. Segundo presidente da Dragões, Renato Remondini, o Tomate, em dois dias tudo foi vendido. O valor arrecado será utilizado para compras de alimentos e material de higiene para famílias sem renda e os sem-teto.

“A gente está procurando se reinventar. A Dragões é marca pela ousadia e inovação. Tanto no desfile e como nas suas atitudes durante o ano com a comunidade. Tivemos a ideia da feijoada delivery, no mês passado, e vendemos tudo em dois dias. A festa junina vendemos 50% a mais que a gente estimava. Foi uma ação muito boa”, disse Tomate.

Foram mais de 300 kits entregues para quem adquiriu os produtos da festa junina. A entrega foi feita seguindo todas normas sanitárias e cada pessoa chegou no seu carro e retirou os produtos como acontece em um drive-thru. Tomate revelou que a Dragões, além do desfile, possui dois grandes objetivos.

“O primeiro é manter os nossos projetos sociais. Temos a distribuição de muitas cestas básicas e materiais de higiene, além do apadrinhamento social. Com ele, o nosso barracão funcionando com seis funcionários, fazendo os pilotos (protótipos das fantasias) da escola e construindo o carro abre-alas. Mesmo sem verba de carnaval nós estamos conseguindo manter seis família. O segundo objetivo é que conseguimos também levar alegria e conforto para dentro dos lares. As pessoas estão trancadas dentro de casa e ficam doente da alma e coração. Criamos formas de ainda distantes, pelo isolamento social, estarmos perto de algum jeito”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui