Os sócios da Portela escolheram pela manutenção do grupo que vem presidindo a escola nos últimos anos. Luiz Carlos Magalhães entrega o mandato para Fábio Pavão que terá Júnior Escafura como vice. A vitória foi por 431 a 83 votos contra o candidato Richard Rodrigues, tendo ainda 40 votos nulos. Uma das grandes bandeiras de Fábio Pavão para este mandato é a pacificação da escola e união para que todos os portelenses caminhem juntos em um ano tão importante como é o ano do centenário.

Foto: Lucas Santos/Site CARNAVALESCO

“A minha geração, quem nasceu na década de 1970, eu e o Júnior somos dessa geração, então a nossa geração, que está chegando ao poder na Portela, não vivenciou as brigas que marcaram a escola desde as décadas de 1940, 1950, 1960. Nós temos um centenário pela frente que é a grande oportunidade de unir a escola, e a nossa chapa sempre teve como princípio unir a escola. Infelizmente, não foi possível unir a escola inteira, a gente teve uma chapa de oposição, mas dentro da tranquilidade, dentro das regras da democracia, uma eleição limpa, democrática. E, a gente caminha com a escola unida para esse centenário, um Portela unida, uma Portela cada vez mais forte, é o objetivo da nossa chapa”, deseja o presidente eleito.

Júnior Escafura, que também fez parte da equipe de carnaval da escola no último carnaval, agora vice-presidente, fala sobre o sentimento de ocupar o cargo em uma escola tão tradicional como a Portela.

“É uma emoção muito grande. Eu vim galgando passo a passo até chegar a ser escolhido por essa comunidade, pelo sócio da Portela como um dos responsáveis por comandar o centenário da escola. Isso para mim é uma felicidade e um orgulho sem tamanho”.

O centenário, aliás, é tema recorrente, Fábio Pavão revelou que a diretoria já vem trabalhando para desenvolver ações e também para que a data possa render boas parcerias para a Portela.

“Temos desafios pela frente, o centenário é uma oportunidade também para a gente conseguir patrocínios, receitas, temos vários projetos para realização de festas, teremos enredo sobre o centenário, e temos menos tempo, pois o carnaval acabou de terminar e nós temos pela frente a criação e produção do próximo desfile. Ainda não tem data para lançar o enredo, é um consenso dentro da escola, será sobre o centenário, mas o caminho e o desenvolvimento não definimos ainda com os carnavalescos, trocamos algumas ideias, mas agora sim, passada a eleição, é que a gente vai sentar para viabilizar a realização desse enredo. É um enredo que o portelense quer para buscar o campeonato e vamos lutar com todas as forças que a gente tem”, explicou Pavão.

Fortalecimento da marca Portela sem perder o foco no desfile

Pavão vai administrar a escola até 2025. Nos últimos nove anos, na gestão Portela Verdade, o dirigente participou ativamente da diretoria, atuando como vice-presidente e presidente do Conselho Deliberativo e vice-presidente Executivo. Fábio Pavão promete fortalecer ainda mais a marca que hoje é a Portela.

“A gente já vem trabalhando a marca desde 2018 com projeto de Brand, avançamos em parcerias como o camarote da Portela, parceria da Portela com grupo de investidores, nós pretendemos criar outras formas de parceria, aproveitando a força da marca Portela e a força do centenário também. A gente tem um departamento comercial que busca parceiros, a gente conseguiu alguns com toda a dificuldade da pandemia, com toda a dificuldade da crise econômica, nós conseguimos vários parceiros já para o carnaval de 2022, fizemos um carnaval competitivo na Avenida, tivemos o melhor conjunto de fantasias segundo várias avaliações, alegorias também, que se não tivesse falhas humanas teriam conseguido a nota máxima, ou algo próximo disso”, entende o dirigente.

Pavão também quer que a escola retorne em um futuro próximo, com a pandemia controlada de vez, a um número de produção de eventos que aproveite cada vez mais a estrutura da quadra, além de ampliar os projetos sociais da Portela sem perder o foco principal que é o desfile.

“A gente quer aumentar essas parcerias aproveitando o centenário, aproveitando a força da marca da Portela, e trabalhar com a realização de eventos que é muito importante, ampliar os eventos para também o momento sem pandemia, os eventos ficaram parados, a gente vem retomando e pensando nesse novo ciclo que se inicia, realizar a rentabilidade da quadra, dentro do orçamento da Portela é muito importante. A gente quer ampliar isso e claro, nosso norte sempre é o desfile, temos projetos da área da cidadania, da área de cultura que também são reconhecidos, vamos manter, vamos ampliar, mas manter a Portela como uma escola forte e competitiva. Nos últimos oito desfiles, nós voltamos sete vezes nas campeãs, isso é uma marca que apenas o Salgueiro tem marca melhor nesse sentido, mas nós queremos mais, queremos conquistar o campeonato como em 2017, e vamos brigar para isso com certeza”, promete o dirigente.

Tia Surica é a nova presidente de honra da Majestade do Samba

A primeira grande ação dessa gestão foi conceder a Tia Surica o título de presidente de honra da escola que estava vago desde dezembro com o falecimento do mestre Monarco. Pavão fez questão de valorizar Tia Surica como grande ícone da Portela para o mundo. A escola planeja uma feijoada para comemorar o início dessa nova gestão.

“É a primeira mulher que assume esse cargo, pelo menos na Portela, isso para gente é muito importante, e gratificante. A Tia Surica hoje é a cara da Portela, a marca da Portela, depois do falecimento do Monarco ela se tornou o grande ícone da nossa velha-guarda e eu acho que é uma merecida homenagem que nós estamos fazendo para ela, ela já é a nossa matriarca e agora vai ser nossa presidente”.

Comentários