O desfile praticamente impecável da Grande Rio passou pelo brilhantismo de vários segmentos da escola, e um deles foi a bateria do mestre Fafá. Com nota máxima de todos os jurados, a Invocada ajudou no título inédito da agremiação de Caxias. O comandante dos ritmistas bateu um papo com o CARNAVALESCO e falou sobre o desfile que culminou nos 50 pontos da bateria e no campeonato da escola. * VEJA FOTOS DO DESFILE

Foto: Allan Duffes/Site CARNAVALESCO

“Eu estou muito feliz com a bateria da Grande Rio. Com 32 anos, eu jamais iria esperar ouvir o que ouvi da bateria naquele dia. Na minha concepção, a gente beirou a perfeição, todo mundo se respeitando, com uma equalização absurda. E o mais importante foi a sustentação do samba, começamos com 142 de BPM e fomos até o final assim. Ficou visível o que a escola pulsou e cantou naquele dia. Prometi um churrasco pra minha bateria e vou cumprir, eles merecem. É só agradecer”, comemorou Fafá.

Nos três anos de comando da Invocada, Fafá sequer tirou um 9,9. Foram 10 de todos os jurados até aqui desde 2019. Contudo, no pré-carnaval de 2022, o trabalho do mestre vinha sendo contestado por algumas pessoas, que julgavam o andamento da bateria, o considerando muito ‘cadenciado’. Apesar das críticas, o comandante disse que os comentários não o abalaram e o trabalho seguiu como o planejado.

Foto: Nelson Malfacini/Site CARNAVALESCO

“Nenhum desses comentários mexeu comigo. Cada um tem sua opinião e eu respeito, jamais vou ir contra ninguém. Mas assim como eu respeito, as pessoas também deveriam respeitar a minha opinião. Tiveram inúmeros ensaios de outras escolas que foram similares ao meu e até um pouco abaixo e ninguém falou nada. O nome já diz, é samba de enredo, não é frevo, não é marchinha, e dentro da minha ideia do que é o samba de enredo, tentamos executar isso no dia 23 e deu certo. Conseguimos os 50 pontos, o título para nossa escola e o Estandarte de Ouro de melhor bateria”, explicou o mestre.

A Grande Rio ainda nem teve tempo de comemorar o título e Fafá disse que já está começando a pensar no Carnaval de 2023. Segundo o mestre, já houve uma reunião na última semana para definir quando voltarão os trabalhos com os ritmistas. Fafá finalizou falando sobre o título inédito da escola, fez agradecimentos e disse já estar sonhando com o bicampeonato.

“Parece que estou vivendo um sonho. Queria dedicar esse título a meu pai, à minha bateria, às esposas, filhos e mães dos meus ritmistas, aos diretores, enfim, à todos que participaram desse processo. Eu sou muito chato, ia nos ensaios do Hélio e da Beth, da Taciana e do Daniel. Tudo que eu podia fazer para agregar à escola eu estava fazendo, então eu fico muito feliz com esse título. Não vamos ter muito tempo para descansar. Vamos segurar um pouco agora em maio, mas em junho ou no máximo julho já vamos ter que voltar com nossos ensaios. O pessoal entende, mas vamos voltar devagarzinho, e trabalhar para ajudar novamente a Grande Rio e quem sabe sonhar com o bicampeonato”, comentou Fafá.

Comentários