Por Alberto João e Guilherme Ayupp. Fotos: Magaiver Fernandes

A Cidade do Samba recebeu na noite desta quinta-feira a festa de lançamento do CD da Série A para o Carnaval 2019, que foi produzido por Leonardo Bessa. O evento, apenas para convidados, contou com a participação de todas agremiações, seus casais de mestre-sala e porta-bandeira, rainhas de bateria, musas, e, claro, os compositores vencedores das obras de 2019.

Como é de praxe o site CARNAVALESCO analisou cada apresentação. Estácio de Sá, Porto da Pedra e Império da Tijuca dominaram o cenário na Cidade do Samba. Unidos de Padre Miguel, Renascer, Cubango, Santa Cruz e Alegria da Zona Sul também fizeram boas exibições. Rocinha, Bangu, Sossego, Inocentes e Ponte ainda podem render mais do que o apresentado no palco da Cidade do Samba. Campeã da Série A em 2018, a Viradouro encerrou a festa com um grande show dos seus segmentos.

Veja abaixo como passou cada escola

PONTE – A reedição de “Oferendas” ajudou o desempenho da escola da Baixada. A dupla Lico Monteiro e Tiganá está bem entrosada. Destaque positivo para o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Camylinha Nascimento e Yuri Souza, que fez uma bela exibição. A escola deixou a impressão que o samba ainda pode crescer mais até o desfile em 2019.

SOSSEGO – Estreando na Série A, o intérprete Guto promete ser um dos destaques do grupo no ano que vem. Cantando ao lado de Juliana Pagung, que deu brilho extra ao samba, o cantor mostrou ter voz potente e que interpreta muito bem o samba-enredo. O casal é formado por Anderson Morango, que exerce o posto de porta-bandeira, e o mestre-sala Wladimir Bulhões. Morango correspondeu ao cargo e dançou muito na apresentação da escola de Niterói.

UNIDOS DE BANGU – A dupla de jovens intérpretes Tem-Tem Jr e Luis Oliveira conduziu bem a obra na Cidade do Samba. A rainha de bateria, Lexa, participou e cantou o samba-enredo o tempo inteiro. Anderson Abreu e Eliza Xavier foram o casal de mestre-sala e porta-bandeira. A escola é mais um exemplo que ainda pode desenvolver mais seu samba-enredo para o desfile de 2019.

ROCINHA – Ex-intérprete da Mangueira, Ciganerey, comandou a apresentação da Rocinha. Seguro, o cantor é um ponto de equilíbrio da escola no desenvolvimento do samba, ao lado da bateria de mestre Junior. Vinicius Jesus e Viviane Oliveira formam o casal de mestre-sala e porta-bandeira. A dupla é jovem, mas já mostrou que tem um bom futuro pela frente.

SANTA CRUZ – A escola da Zona Oeste, que homenageia Ruth de Souza, tem uma das mais belas obras do Carnaval 2019. Roninho é o cantor. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Mosquito e Roberta Freitas, é um ponto de destaque da nos quesitos da agremiação. Apesar da beleza do samba, a obra ainda pode crescer e alcançar todo o seu potencial até o desfile em 2019.

RENASCER – A escola de Jacarepaguá optou por encomendar novamente seu samba-enredo para Moacyr Luz, Claudio Russo e Diego Nicolau. A aposta, mais uma vez, deu certo. Diego Nicolau interpretou com maestria a obra na Cidade do Samba. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Luís Augusto e Thainá Teixeira, dançou muito bem na apresentação.

 

ALEGRIA DA ZONA SUL – Destaque para a bela interpretação de Igor Vianna e o entrosamento do casal de mestre-sala e porta-bandeira, Diego e Alessandra. A obra “Saravá” promete impulsionar o desfile da Alegria em 2019.

 

 

IMPÉRIO DA TIJUCA – A escola do morro da Formiga fez uma das melhores apresentações da noite. O samba é muito forte e foi bem conduzido pelo intérprete Daniel Silva. Renan e Gleice Simpatia mesclam bem a juventude dele com a experiência dela. Rainha de bateria, Laynara, esbanja sempre beleza, simpatia e samba no pé. Se tudo der certo no desfile estará na briga pela vaga sonhada.

ESTÁCIO DE SÁ – O Leão segue vivo e muito forte para o Carnaval 2019. Serginho do Porto comandou com perfeição a apresentação do samba. Zé Roberto e Alcione formam um dos melhores casais da Série A. A Estácio caminha forte para brigar pelo único acesso ao Especial.

 

CUBANGO – Thiago Britto entrou muito bem no comando do carro de som do Cubango. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Diego e Patricia, é garantia de notas boas. A escola de Niterói mostrou possuir um dos sambas mais fortes de 2019. A rainha de bateria, Maryanne Hipólito, além de ser linda e carismática, tem muito samba no pé.

INOCENTES DE BELFORD ROXO – De volta para casa, Nino do Milênio levou seu carisma na condução do samba-enredo, que foi encomendado mais uma vez pela direção da escola. Ainda no resguardo da gravidez, a porta-bandeira Jaçanã não participou, e o mestre-sala Peixinho também não. A dupla foi bem representada por Douglas e Winnie.

PORTO DA PEDRA – Primor de apresentação do casal de mestre-sala e porta-bandeira Rodrigo França e Cintya Santos. Luizinho Andanças mostrou toda sua experiência na condução do samba-enredo e teve ao lado o jovem Pitty. A homenagem para o ator Antonio Pitanga e a força do Tigre de São Gonçalo coloca a escola como uma das favoritas ao acesso para o Especial.

UNIDOS DE PADRE MIGUEL – Vice-campeã da Série A em 2018, a Unidos de Padre Miguel é sempre uma grande força no grupo. Pixulé é um monstro na condução do samba-enredo. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Vinicius e Jéssica, é certeza de boa exibição e notas para agremiação da Vila Vintém. Apesar de desfilar na sexta-feira em 2019, data que não é favorável para quem almeja o título, a Unidos de Padre Miguel promete novamente um grande desfile e ter como recompensa o sonhado título do grupo.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui