A Prefeitura do Rio de Janeiro avança na campanha de vacinação contra a Covid-19, inclusive, já imunizando com a primeira dose pessoas na faixa dos 50 anos de idade. A cidade já possui 34% da população vacinada com a primeira dose. Pela promessa de entrega das doses, através da Fiocruz e de outros laboratórios, o prefeito Eduardo Paes prevê vacinar até setembro pessoas com até 18 anos. A segunda dose terminaria em novembro. O diretor de marketing da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), Gabriel David, em entrevista ao CARNAVALESCO, mostrou confiança com a realização dos desfiles no ano que vem.

“A cada dia que passa temos mais certeza do Carnaval em 2022. A Liga está extremamente preparada para fazer o carnaval em fevereiro. O poder público também e todas reuniões que temos com eles é nítida a ideia de fazer os desfiles em 2022 e o avanço da vacinação reflete isso”, comentou.

Gabriel David também ressaltou a parceria das escolas de samba com o poder público, principalmente, com o governo estadual no projeto SuperaRJ, de transferência de renda para pessoas que vivem na faixa da pobreza e extrema pobreza.

Gabriel David mostra confiança com desfiles em 2022: 'A Liga está extremamente preparada para fazer o carnaval em fevereiro'
Foto: Henrique Matos/Liesa

“As escolas de samba estão prestando seus trabalhos sociais. Elas possuem essa função social histórica e estão se colocando à disposição do governo, mostrando que podem ajudar na pandemia. As escolas possuem dificuldades financeiras, mas nunca faltou humanidade. Elas afirmam isso participando do projeto (SuperaRJ), usando o que temos de melhor, que é o acesso e diálogo com as comunidades”, disse.

As escolas de samba do Grupo Especial e Série Ouro abriram suas quadras distribuição dos cartões do programa de transferência de renda estadual, SuperaRJ, que vai beneficiar 42.569 famílias inscritas no CadÚnico, que ganham até R$ 178 mensais. Cada agremiação receberá R$ 150 mil para participarem do projeto social.

“É um simbolismo distribuir os cartões nas escolas de samba, que representam o povo. É uma grande parceria pelo bem do nosso estado. Além disso, cada agremiação vai receber R$ 150 mil para que disponibilizem sua estrutura e pessoal. É um dinheiro fundamental para esse setor tão afetado durante a pandemia”, ressaltou o governador.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.