Integrante da Grande Rio e da Pimpolhos da Grande Rio, durante anos, Allan Bastos sofreu ataques raciais na internet por conta de seu cabelo. A escola mãe e a mirim manifestaram repúdio nas redes sociais. Veja abaixo a nota.

<<Nota de repúdio>>

A Pimpolhos da Grande Rio repudia qualquer ato de racismo. Nos últimos dias, o Allan Bastos, que durante anos foi integrante da nossa escola de samba e da nossa escola mãe, sofreu ataques raciais na internet por conta de seu cabelo.

Acompanhamos o crescimento e desenvolvimento do Allan enquanto artista e ser humano, assim como o das nossas crianças e adolescentes. O cabelo black power, alvo do racismo sofrido por ele, não é meramente estético, mas instrumento de luta e empoderamento de milhares de jovens negros e negras no país.

A Pimpolhos luta por um país mais igual, menos racista. É através dos nossos projetos educacionais e culturais, do desfile de carnaval e do nosso dia a dia que exaltamos a herança africana em nossa história e cultura.

Nosso profundo respeito e carinho ao Allan e todos os nossos pimpolhos

Racistas, não passarão!

Muita luz e axé a todos.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui