A série “Harmonia em jogo” chegou no Paraíso do Tuiuti. Sob o comando de Fernando Honorato e Luiz Carlos Amâncio, que volta para escola, o trabalho é feito em parceira com Tico do Cavaco e Chocolate, que são os responsáveis pelas cordas, além do diretor de carnaval André Gonçalves.

Foto: Divulgação

“É uma honra estar de volta neste Paraíso, no qual conheço todos. O nosso trabalho de ensaio é insano. Por mim, ensaiaríamos todos os dias, porque na quadra eu posso parar e estruturar a escola, voltar de novo e acertar. Nossos ensaios de rua, me preocupo com a evolução, o conjunto, as fileiras. É como se fosse a Avenida, num trabalho em conjunto, para acertar o melhor andamento”, disse o diretor.

Quando o assunto é o som, Amâncio afirma: “Nós temos um carro de som muito forte, com muita garra, junto ao mestre Marcão. Nós temos harmonia, canto e ritmo, sempre com muita união e em prol da nossa comunidade, que é espetacular”.

Foto: Ewerton Pereira/Divulgação Tuiuti

Para o time de cordas, existe algo que atrapalha bastante durante o desfile. “Um delay muito grande na Avenida, que nos prejudica muito, inclusive, o mestre de bateria. A divisão harmonia e carro de som é muito interessante, pois, chamaria atenção o para o nosso trabalho específico. Valorizando ainda mais o trabalho do músico”, afirmou Tico do Cavaco.

Para Luiz Carlos, o maior desafio é na Avenida. “O recuo da bateria e a entrada da escola são sempre desafiadores. Mas, tenho comigo o Beto, o Tarzan, o Márcio, o Rael, o Flávio, o Falcão e todo um grupo de Harmonia, que me ajuda na entrega de um trabalho bem feito. Nós temos três tipos de desfile, o antes da bateria, quando a bateria sai do recuo e as alas que vem em seguida”, completou o diretor.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.