Compositores: Ricardo Simpatia, Dr Castilho, Bachini e Flavio Bororo
Intérpretes: Quinho e Paulo Bispo

Sou negro rei nessa avenida
Quero muito mais que ilusões
E no carnaval que é a vida
Exijo mais respeito às tradições
Samba, verdade de um povo
Ninguém vai tirar teu valor
Faço manifesto de novo
Em forma de arte, cultura e amor

Ao rufar o tambor versa o partideiro
Evoca no terreiro seus ancestrais
O girar da baiana é poesia
Beleza e magia dos rituais

Candeia é luz dos quilombolas
No quilombo ecoava a liberdade
Em cada herói nos carnavais
Negritude, identidade
Ora yê yê… oh mãe, abençoai
Iluminai toda essa raça
Tijuca traz axé
Pro negro alcançar
Seu dia de graça

Ôôôô Império é quilombo!
Ôôô é resistência
Formiga é fruto da mesma raiz
O samba mais puro que te faz feliz

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui