Império da Uva chega na Série B e comemora resultados obtidos nos últimos carnavais

750

Por Thaise Lima

Em seu segundo ano do Acesso C, a Império da Uva subiu para o Acesso B e vem surpreendendo a todos com a sua evolução em pouco tempo no carnaval carioca. Uma das escolas mais novas da Liesb, ela vem se mantendo em uma boa colocação no carnaval do Rio. Com muita experiência no carnaval de Nova Iguaçu, a escola mostrou que pode ser novata, mas está na disputa com as veteranas. Muito emocionado, o presidente Portuga disse que sabe todas as dificuldades de ir para Série B e conta um pouco da evolução rápida da escola.

“O preparo para esse carnaval foi muito desgastante, todas as escolas sofreram muito com a falta de verba e incentivo ao carnaval, mas eu acho que estamos bem próximos. Nós estreamos aqui no Rio em 2015, e em 4 anos, o Império da Uva já conseguiu chegar na Série B que é fortíssima, com muitas escolas tradicionais. Vamos chegar e tentar, mas sabemos que a missão é muito difícil, pois os concorrentes são difíceis, mas se der uma brecha pra gente, chegaremos lá”, disse o presidente.

Mesmo com toda a empolgação de ter a escola como campeã, Portuga contou que já tem o enredo de 2020.

“Eu e nosso carnavalesco Silvio Cesar já temos o enredo do carnaval do ano que vem. Vou só dar uma pista: É o sonho de todos”.

Assim como no acesso D, as escolas as três primeiras colocadas garantem suas vagas para Série B frente. A União do Parque Acari e a Acadêmicos do Jardim Bangu, que também conquistam a ida para Série B.

Fundada através de uma fusão, a União do Parque Acari conseguiu se classificar como vice-campeã. Assim como o Império da Uva, a escola do bairro de Acari vem crescendo rapidamente e o presidente Antônio Carlos Fogueira comentou o acesso.

“Nós trabalhamos, a nossa carnavalesca Cida Lima fez de tudo para a escola. Existem pessoas que acreditam na escola e outras que não acreditam, mas com muita luta, determinação e vontade de vencer, chegamos ao vice campeonato”, afirmou.

A terceira escola a se classificar foi a Acadêmicos do Jardim Bangu. O presidente da escola, André Silveira Mendes, dedicou o triunfo para comunidade.

“Saindo daqui da apuração já vamos começar a planejar 2020, não podemos perder tempo. A Série B é um grupo mais difícil, mas a briga é a mesma e vamos nos acertar. A garra da comunidade que fez a gente passar para a Série B”, garantiu André Silveira.

A escola rebaixada foi a Unidos do Cabuçu, que desceu para a Série D.

Comentários