Compositores: Henrique César, Nazah, Eraldo Cae, Leandro Thomaz, Nego de Ramos e Yara Matias.

Laroyê meu sentinela!
Ogunhê! Sou valentia
Encantaria e malandragem
Corpo fechado, ousadia
Fui rei na Capoeira
Mestre Alípio me forjou
No cais de Santo Amaro
Minha fama se espalhou
Vingador e justiceiro
Lutava contra a opressão
Enfrentava regimento
Dava surra em patrão

Dou-lhe uma rasteira quero ver tu se esquivar.
Sou Besouro preto,
Cordão de Ouro , Mangangá!

Desafeto se aperreia
Intenta a morte matada
O olhar que me espreita
Cilada em Maracangalha
Faca de tucum,
Vergou meu corpo ao chão.
O que mais doeu foi a traição.
Mano meu chore não!!!
Voei pra eternidade
Fiquei no coração
Renasci na levada do pandeiro,
No canto mirongueiro,
Na ginga do partideiro

Ê camará! Ê camará!
O meu Império acaba de chegar!
Berimbau chama pra roda
Com o toque do agogô
Um novo jogo na Serrinha começou
Um novo jogo na Serrinha começou
Área de anexos

Comentários