Compositores: Juarez Amizade, Rodolfo Caruso, Juca, Wagner Zanco, Zé Maria , Edu D’Avila

Intérprete: Digão Audaz E Felipe Nazário

HOJE TEM GIRA E CAPOEIRA
PAI OGUM ESTÁ DE RONDA
SERRINHA DESCE A LADEIRA
NASCIDO NO RECÔNCAVO BAIANO
VALENTE, DESTEMIDO, JUSTICEIRO, MANGANGÁ
ABRE A RODA, MESTRE ALÍPIO VAI JOGAR
ORI BORDADO PELAS MÃOS DAS IABÁS
AS ERVAS DE ÒSÁNYIN, PARAÍSO JUREMÁ
EXU ABRIU CAMINHOS, XANGÔ PROTEÇÃO
FIDELIDADE À SUA RELIGIÃO

É GINGA PRA LÁ, É GINGA PRA CÁ
É RABO DE ARRAIA, Ê CAMARÁ
CORDAO DE OURO, CORPO FECHADO
CARREGAVA O SEU PATUÁ

LIBERDADE É UM DIREITO, SINHÔ
TRABALHOU TEM QUE GANHAR
“QUEBRAR PRA SÃO CAETANO”
ERA UM DITO POPULAR
O NEGRO NADA TEMIA
NO SEIO DA MATA SE PROTEGIA
LUTOU, RESISTIU
COM A FACA DE TUCUM
O BRAVO BESOURO SUCUMBIU
VIROU POESIA E LADAINHA
“CALÇA, CULOTE, PALETÓ, ALMOFADINHA”

BATE PANDEIRO, CHORA VIOLA
VEM LEVANTAR POEIRA
PRA VOLTAR AO SEU LUGAR
REIZINHO DE MADUREIRA

 

Comentários