O Império Serrano levou para a Avenida o enredo “Lugar de mulher é onde ela quiser”, exaltando a força feminina da sociedade e homenageando grandes estrelas imperianas anônimas e também famosas. Como não poderia ser diferente, o tema do enredo estava presente em diversos setores começando já pelo abre-alas: ‘Imperianas presente! Serrinha é o meu lugar’

A alegoria, que representava um jardim, trouxe no seu topo a coroa que é símbolo da escola. Na parte inferior, flores verdes e amarelas que remetiam ao grande jardim do glorioso Império. Já na parte frontal, as damas da velha guarda eram os destaques.

Com algumas falhas no acabamento visíveis, a alegoria comparava o surgimento do Império Serrano ao desabrochar em um belo jardim cercado de mulheres imperianas que ali estavam representando as flores.

“O Império vem representando as mulheres, como minha mãe e minha tia que são imperianas desde sempre. Toda mulher é uma flor”, disse Iaraci Gomes, 61.

Comentários