Na próxima terça-feira, um dos maiores desfiles da história estará completando 40 anos: Bum Bum Paticumbum Prugurundum, desenvolvido pelas carnavalescas Rosa Magalhães e Lícia Lacerda. Com uma apresentação arrebatadora na Marquês de Sapucaí ao som do samba de Aluísio Machado e Beto Sem Braço, o Império Serrano levou o título de 1982 e diversos outros prêmios. Para celebrar a data especial, o Reizinho produziu o documentário sobre o inesquecível carnaval, com direção de Emerson Pereira.

O lançamento do projeto será justamente na terça-feira, a partir das 10h, no cinema do Madureira Shopping. Apesar do evento ser restrito para convidados e imprensa, “Bum Bum Paticumbum Prugurundum – 40 anos exaltando gente bamba” estará disponível a partir das 13h na TV Império Serrano, no YouTube.

Com 52 minutos, o documentário mostra o processo que levou uma escola afundada numa grave crise sair da última colocação para o marcante título. Além de Rosa Magalhães e Lícia Lacerda, participaram também o intérprete Quinzinho, o autor do samba Aluisio Machado (que compôs ao lado de Beto Sem Braço), Maria Augusta Rodrigues, Haroldo Costa, Rachel Valença, dentre outras pessoas que viram de perto a construção de um grande carnaval.

Presidente do Reizinho de Madureira, Sandro Avelar destacou a importância do filme como forma de valorização daqueles que ajudaram a escola em seus grandes momentos.

“Para construirmos um futuro promissor para a escola, precisamos resgatar e respeitar a história daqueles que moldaram o Império Serrano. O documentário sobre o Bum Bum Paticumbum Prugurundum é uma forma de exaltarmos justamente essas pessoas que marcaram época no Império Serrano”, explica Sandro Avelar.

O documentário “Bum Bum Paticumbum Prugurundum – 40 anos exaltando gente bamba” é uma produção independente do Império Serrano e tem o apoio do Madureira Shopping, RMelo Produções Artísticas, S2 Marketing, Ala da Resistência e Guardiões do Reizinho.

Comentários