A pandemia do novo coronavírus segue causando estragos nas escolas de samba. Temendo a não realização dos desfiles em fevereiro de 2021, a Inocentes de Belford Roxo comunicou aos seus profissionais que não terá como manter os contratos verbais firmados com boa parte de sua equipe. Apenas o intérprete Tem-Tem Sampaio e o carnavalesco Lucas Milato terão os vínculos mantidos, mas sem salários.

Através de um grupo da escola no Whatsapp o presidente Reginaldo Gomes comunicou a todos os profissionais a decisão.

“Em virtude da impossibilidade da não realização do carnaval em 2021 em sua data original, a diretoria da Inocentes resolve rescindir todos os acordos verbais feitos com os profissionais para o referido carnaval. Com exceção do intérprete Tem-Tem Sampaio e o carnavalesco Lucas Milato. A partir desta data todos ficam livres para desenvolver novos projetos. Quando a data do próximo desfile for determinada a escola vai recomeçar as conversações com profissionais de todas as áreas. Agradecemos a todos e informamos que todas as atividades da escola estarão suspensas até que tenhamos uma vacina contra o Covid-19”, disse.

Procurado pela reportagem do CARNAVALESCO para mais esclarecimentos, o presidente Reginaldo Gomes explicou que o cenário de incertezas o forçou a tomar tal decisão.

“A questão não é manter os profissionais e sim ter contratos verbais com eles sem nenhuma previsão para o próximo desfile, a escola optou por liberar todos e quando a data do próximo desfile for marcada voltar a conversar com eles. O intérprete e o carnavalesco não têm salários conosco”, afirmou.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui