A Imperatriz Leopoldinense informou que uma de suas integrantes da velha-guarda é a primeira vítima de Covid-19 na escola. Aos 67 anos, Vilma desfilava há 45 na verde e branco.

Veja abaixo a publicação da escola:

“Hoje o céu da Leopoldina pede licença às suas cores de origem e amanhece nublado, o dia acordou cinza. A Imperatriz Leopoldinense, através do Presidente Luiz Pacheco Drumond, se solidariza aos familiares e amigos pelo falecimento de uma guerreira, amiga e super querida integrante da velha guarda. A primeira vítima leopoldinense do coronavírus, Vilma tinha 67 anos, 45 anos de Imperatriz e 19 anos em nossa Velha Guarda. Vilma não resistiu às dificuldades respiratórias causadas pela covid-19 e faleceu dentro de casa. Ficam as boas lembranças, os sorrisos, os encontros de terças feiras. Descanse em paz!”

Comentários